Notícias › Ti...Ti...Ti

Ti...ti...ti... 01/09/2017

01/09/2017 10:39

Editorial

Sentimento patriótico: da essência a superficialidade

Falar sobre patriotismo não é um mero capricho. A importância de ser patriota está muito além de hastear bandeiras, desfilar pelas ruas e cantar o hino nacional. Ser patriota significa almejar o bem da pátria acima de questões particulares. Significa pensar no coletivo antes de se ater ao individual.
O sentimento de patriotismo garante a execução qualificada das principais políticas públicas brasileiras.
O professor que trabalha incansavelmente para repassar conhecimento é um patriota. O médico que se preocupa com o seu paciente do SUS também é, da mesma forma que o policial que arrisca a vida por pouco mais de um salário mínimo.
Lamentavelmente, em tempos de desgaste político, temos nos representantes do povo os piores exemplos de como não ser patriota.
Boa parte dos políticos olha para a bandeira brasileira com seriedade e canta um hino decorado, da mesma forma que profere discursos prontos para defender propostas que beneficiam apenas a si próprio e prejudicam o restante do povo.   
Tal situação enfraquece o conceito de patriotismo. Faz com que as pessoas se questionem até que ponto vale a pena ser patriota ou ser alguém preocupado com o civismo.
Erroneamente, as pessoas questionam a pátria, a percepção de coletivismo ou até mesmo a democracia quando o real problema são as autoridades que estão à frente dos principais poderes brasileiros.
No dia 07 de setembro, comemoramos a Independência do Brasil. Entretanto, trocamos meia-dúzia de colonizadores portugueses para continuarmos dependentes de uma classe de tiranos instalada no centro do país, em Brasília.
Tomara que as diversas programações da Semana da Pátria realizadas pelos municípios não se restrinjam apenas ao ato mecânico de caminhar pelas principais ruas ou entoar canções, mas que sirvam para que as pessoas repensem o conceito de amor à pátria.
O resgate do patriotismo é o primeiro passo para termos um Brasil melhor.

Uma boa leitura!  
Fabio Alex Kunh

 

Ti...ti...ti...

A situação nacional é cada vez mais crítica. O Governo Federal escancara a crise do setor elétrico e apresenta como única salvação a venda de usinas e da Eletrobrás. Vender o patrimônio dos brasileiros para pagar a conta da corrupção e da má gestão dos políticos.

Mal anunciou o leilão da Eletrobrás, o presidente Temer embarcou em uma viagem para a China, justo o País que está abocanhando todo o setor elétrico brasileiro.

Nestes próximos dias a previsão é de mais denúncias contra o Governo Michel Temer e seus aliados. O Procurador Geral da República Rodrigo Janot ficará à frente do cargo até o dia 17 de setembro, tudo indica que antes de sair vai deixar um pacote de denúncias.

“No momento que eu sentir e o próprio presidente Temer achar que eu não devo permanecer e que isso venha a atrapalhar qualquer coisa no ministério serei o primeiro a ir embora”, frase do ministro da Agricultura, Blairo Maggi. Ele foi denunciado pela Procuradoria-Geral em esquema de corrupção no Mato Grosso.

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes tem a maior taxa de desaprovação do Poder Judiciário. Conforme pesquisa do Ipsos, 67% dos brasileiros reprovam suas atitudes.

A pesquisa revela ainda a imagem desgastada de alguns dos principais políticos brasileiros. O presidente Michel Temer é reprovado por 93% dos entrevistados. A lista segue com o senador Aécio Neves (91% de rejeição), Eduardo Cunha (91%), José Serra (82%), Fernando Henrique Cardoso (79%), governador de São Paulo Geraldo Alckmin (73%) e Lula (66%).

A loja Eletromóveis Basso está realizando uma mega promoção do dia 01 até o dia 20 de setembro! Torrando todo o estoque de móveis e eletrodomésticos para começar outubro de cara nova em novo espaço. Vale a pena aproveitar a oportunidade e comprar muito barato.

O Eco Regional e a Acisar/CDL trazem para Arvorezinha a presidente do Badesul Susana Kakuta com a palestra Rio Grande do Sul, um Estado de oportunidades. O 6º Jantar Empresarial, ocorre na segunda-feira 04 de setembro, na Churrascaria Arvorezinha. Empresários e lideranças políticas estão convidados para participar.   

A Funerária São João estará comemorando o aniversário de 22 anos, no dia 30 de setembro. E como forma de agradecimento e retribuição à região presenteará com uma peça teatral, o evento marcará o início das atividades do Outubro Rosa da Liga de Combate ao Câncer.  
      
Uma mudança significativa ocorreu nos últimos tempos no perfil dos prefeitos da região. O perfil mais popular e profissional da política está cedendo espaço para o ingresso de pessoas mais simples, que têm enfatizado menos nos discursos e em contrapartida tem procurado produzir mais em termos de trabalho.

Angela Pertile é a segunda secretária de Educação Cultura, Desporto e Turismo a deixar o cargo no governo de Rogerio Fachinetto e Beti, em menos de cinco meses. Angela foi chamada para ser efetivada na Corsan em Porto Alegre, onde atuará como pedagoga. Há anos ela  aguardava  para ser chamada.   

Com a vaga aberta na Secretaria de Educação, Cultura, Desporto e Turismo, duas pastas estão sem responsáveis em Arvorezinha. A outra é a de Agricultura, Ecologia e Meio Ambiente, recentemente desmembrada da Secretaria de Obras, Serviços Públicos e Trânsito.

Sobre a matéria “Prazo de respostas do MPEduc termina no dia 03” (divulgada no dia 25), a Secretaria de Educação informa que na recomendação 052, sobre inexistência de salas de recursos multifuncionais no interior, os alunos da área rural com necessidades especiais são atendidos na Escola Municipal Orestes de Britto Scheffer.

O prefeito Rogerio Fachinetto esteve em Brasília acompanhado de Regis Fachinetto e do ex-prefeito Sergio Velere encaminhando projetos a ministérios e solicitando destinação de emendas parlamentares dos deputados.  

O ex-vice-prefeito de Arvorezinha Roberto Fachinetto está vivendo momentos mais tranquilos nos últimos meses, após as turbulências da política. Apesar de mais afastado da vida pública, Fachinetto mantém suas ações em prol da comunidade. Recentemente esteve confirmando seu pedido junto ao deputado Jerônimo Goergen de uma emenda de R$ 250 mil para auxiliar a comunidade do Pinhal Queimado.

Os organizadores da Festa de São Miguel padroeiro de Itapuca não estão medindo esforços para realizar um grandioso evento no dia 24 de setembro. Os casais José Paulo e Jacinta, Ademir Formagini e Janete, Josemar Dalbosco e Cassiane, Elisandro Taborda e Marcia e Everton Floriano e Liliane têm se empenhado para garantir o sucesso do evento, cientes do grande compromisso em manter as tradições, como a confecção e venda de biscoitos e assados.

Algumas situações chamam a atenção em Itapuca, entre as quais a dificuldade de fazer com que as famílias locais invistam em Itapuca. As famílias melhores estruturadas têm buscado investir na aquisição de imóveis fora da cidade, entre as cidades de preferência estão Marau, Serafina Corrêa, Passo Fundo e Arvorezinha. Resta então aos menos favorecidos buscar oportunidades de trabalho em outras cidades, uma vez que pela falta de investimentos locais a geração de empregos e oportunidades se reduz bastante. Algo talvez para os itapuquenses começarem a pensar, pois quanto menos gente investe em uma cidade, a tendência é a desvalorização dos bens e imóveis locais.

A Cepal Cereais não teme a crise, com um projeto arrojado pretende investir pesado na construção de silos na região de Soledade. Parabéns à família Pagnussat pelo empreendedorismo.

Em Ilópolis o prefeito Edmar Rovadoschi não mede esforços para garantir a implantação do Centro Tecnológico e Vocacional da Erva-Mate, um pleito da região de muitos anos, que o prefeito decidiu encampar por crer que isso poderá ser um marco para o setor ervateiro e para o município de Ilópolis que tem sua economia alicerçada pela erva-mate.  Ele não erra ao crer que só a tecnologia, os estudos e a inovação poderão impulsionar o setor.

Um veto deverá ser votado na próxima sessão no dia 12 de setembro, o que deverá acirrar os ânimos entre o prefeito Edmar e o presidente da Câmara Gilberto de Paris. O prefeito vetou a emenda no PPA que alocava recursos para a construção do prédio da Câmara de Vereadores.

A situação política de Putinga é muito curiosa e merece atenção. O que ocorre por lá poderia servir de base para estudos na área política.

A comunidade putinguense sempre sofreu muito com o acirramento das disputas políticas. Momentos difíceis que culminaram com a morte de pessoas e o sacrifício de muitos que se viram obrigados a abandonar suas propriedades e sua terra natal por falta de incentivo e oportunidades. A falta de estradas, energia, água e qualificação fomentaram o êxodo.

Após um período de ódio e perseguição, parecia que a cidade respirava novos ares, com a realização de um consenso e a busca do entendimento entre todos.

A Administração, fruto deste consenso tem buscado fazer o melhor que pode para promover o entendimento e logo no seu início demostra que as coisas podem ser diferentes, um exemplo é a ida do Prefeito Claudiomiro com o vereador Alduir Strapasson a Brasília e a visita a mais de 14 deputados de todos os partidos em busca de recursos para o município. Claro que esta experiência de entendimento é ainda embrionária, precisa de tempo para se consolidar, mas é preciso que a comunidade tenha consciência do que quer. É triste ver os rumores de descontentamento, porque talvez ninguém ofereceu uma vantagem, ninguém comprou o voto e agora ninguém também oferece privilégio indevido.

 

Confira a reportagem completa na versão impressa do jornal. Assine e receba em casa. (51) 3772 1561

 

Fonte: Eco Regional
COMPARTILHAR
receba nossas novidades por e-mail!