Notícias › Nova Alvorada

Aos 89 anos, marceneiro mantém o apreço pelo trabalho

10/11/2017 10:45

Diniz Martins Amarante, 89 anos, começou a construir cochos e janelas de madeira aos 12 anos, aos fins de semana, e aprendeu por conta as técnicas que o caracterizam como o marceneiro e ferreiro artesanal mais experiente da cidade. “Os outros iam para a bodega e eu ia trabalhar. Eles gastavam e eu colocava os pilas no bolso”, brinca. Ele conta que desviava o caminho do bar para ninguém lhe “incomodar”.
Esse era o tempo livre de Amarante. Durante a semana, o trabalho era na roça para ajudar os pais. Com o tempo, ele foi comprando as ferramentas e acumulando serviços. Casou aos 22 anos e abriu a marcenaria para móveis maiores, “tudo feito no braço”.

 

Confira a reportagem completa na versão impressa do jornal. Assine e receba em casa. (51) 3772 1561.

Fonte: Eco Regional
COMPARTILHAR
receba nossas novidades por e-mail!