InícioDestaque“A cerâmica é um trabalho muito prazeroso”

“A cerâmica é um trabalho muito prazeroso”

Por Fabiana Borelli

No dia 28 de maio é comemorado o Dia do Ceramista, o profissional que transforma argila em arte. Na região são poucas as pessoas que se dedicam a essa arte. A ilopolitana Marcia Tomazini é uma delas, talvez a única com formação acadêmica.

Marcia conta que a paixão pela cerâmica começou quando ela estava na faculdade. “Conheci a cerâmica quando cursava artes na Faculdade de Passo Fundo, depois tive conato Joinville, bem mais tarde. Aí eu fiz o curso completo de cerâmica, de arte e desenho para ter o diploma de ceramista”.

- Advertisement -

Ela ressalta: “Trabalhar com o barro não é simples, se não tiver a técnica ele quebra, além disso tem que ser um barro especial. Eu compro o barro que uso, pois ele tem que ter uma boa qualidade para as peças ficarem bonitas, e também pela facilidade de manusear”.

Atelier e aulas

A ceramista é proprietária do Atelier Cerâmica e Companhia, onde elabora as suas peças e há pelo menos 20 anos passa o seu conhecimento para alunos que a procuram para aprender o ofício.

Turma participa da aula com a professora Marcia

Segundo Marcia as turmas são pequenas para que possa ensinar com calma. “Eu tenho três turmas, eu trabalho na quarta-feira, à tarde e na quinta-feira de manhã e de tarde, tenho alunos de quatro a 75 anos, trabalho com turmas de no máximo quatro alunos para poder atender individualmente, pois o trabalho com arte é muito individual”.

Ela salienta que qualquer pessoa pode trabalhar com cerâmica, basta apenas persistência.  “A nossa habilidade pode estar escondida, mas com calma a gente vai descobrindo, mostrando para aluno o que tem lá dentro”.

Prazer em trabalhar

Márcia fala com entusiasmo sobre o seu trabalho. “A cerâmica é um trabalho muito prazeroso, até hoje eu não tive ninguém, começou a aula e não gostou, todo mundo que vem se apaixona”.

A aluna Ana Luiza Marangon, 12 anos, faz aulas há quatro anos, e fala que sempre gostou de frequentar o atelier de Marcia, que é amiga da sua família. “Eu sempre gostei de vir aqui, quando tinha oito anos vim e a professora Marcia me ensinou fazer um passarinho de cerâmica e eu me apaixonei, e depois disso eu quis vir fazer aula, e eu gosto muito.”.

Da mesma forma a adolescente Manuela Fassina Cecon, que faz aulas a cinco anos fala com entusiasmo das aulas. “Eu sempre gostei muito de arte, de artesanato, então comecei a vir aqui no atelier fazer cerâmica, faço um pouco de tudo, mas amo fazer escultura, acho que esse é o meu caminho na cerâmica”.

Deixe uma resposta

Digite seu comentário
Por favor, informe seu nome

SIGA-NOS

42,064FãsCurtir
11,807SeguidoresSeguir
1,140InscritosInscrever

ÚLTIMAS

error: Alerta: Conteúdo protegido contra cópia. Utilize nossos botões de compartilhar.