InícioDestaqueCotrijal treina mais de 1.150 produtores para boas práticas na aplicação de...

Cotrijal treina mais de 1.150 produtores para boas práticas na aplicação de defensivos

Entrada em vigor da legislação que regulamenta o uso de herbicidas hormonais no Rio Grande do Sul foi prorrogada para 31 de agosto

 

- Advertisement -

 

Para capacitar os produtores a estarem de acordo com a nova legislação, a Cotrijal realizou, de 24 a 27 de maio, uma semana intensa de treinamentos de boas práticas agrícolas na aplicação de defensivos. Mais de 200 aplicadores foram capacitados, divididos em seis turmas de no máximo 40 participantes, no Parque da Expodireto Cotrijal. No total, desde 2020, a cooperativa já soma cerca de 1.150 treinados.

A Instrução Normativa nº 42 (IN SEAPDR n°42), que regulamenta no Rio Grande do Sul o uso de herbicidas hormonais, entraria em vigor no dia 1º de junho, mas foi prorrogada para 31/08/22, intitulando-se então Instrução Normativa SEAPDR n° 07/2022.

O curso de 16 horas, sendo 8 de aula teórica e 8 de prática, é um dos requisitos da normativa para que o produtor possa comprar, retirar e aplicar herbicidas hormonais. Concluído o treinamento e de posse do certificado, o produtor precisa fazer o cadastro na Secretaria Estadual de Agricultura, além dos registros de cada aplicação.

O treinamento foi organizado pela Cotrijal, em parceria com a Teejet Technologies e com o apoio das empresas Corteva, Bayer, Stara e Senar/RS. “A prioridade da cooperativa é qualificar o associado para que ele produza de forma mais eficiente e tenha suporte para estar de acordo as exigências do estado”, destacou a coordenadora de Tecnologia de Aplicação da Cotrijal, Mariah Dupont Mattei.

Ela informa que, no Rio Grande do Sul são mais de 80 mil aplicadores e que o número já capacitado pela Cotrijal é significativo, mas a intenção é intensificar os treinamentos ao longo do ano.

A necessidade de treinamento trouxe uma oportunidade para disseminar informações importantes para a realização de aplicações de defensivos em alta performance e ainda atender a demanda da normativa.

“Estamos trazendo orientações, simulações e práticas que vão além do que é exigido, pois entendemos a importância do assunto”, disse Mariah, lembrando que o assunto tecnologia de aplicação não é novo na cooperativa, já que, desde 2019 leva informação ao consultor técnico e ao agricultor através de um programa específico chamado “Aplicação Legal”.

Aperfeiçoamento obrigatório

“Sabemos da nossa responsabilidade no uso dos produtos e a legislação traz mais burocracia, mas vamos nos adaptar. Felizmente temos a Cotrijal para auxiliar e também foi bom rever algumas informações, porque o maquinário e os produtos estão em constante evolução”, destacou o produtor Gilberto Breancini, de Não-Me-Toque.

Para Valdecir Delazeri, de Santo Antônio do Planalto, valeu a pena deixar a lida na lavoura dois dias para buscar aprendizado. “É um curso de importância máxima, pois precisamos fazer da forma correta, para não prejudicar outras culturas e também obter o máximo retorno com o investimento feito na nossa lavoura”, afirmou o produtor.

Fonte: Assessoria de Imprensa e Marketing da Cotrijal

Deixe uma resposta

Digite seu comentário
Por favor, informe seu nome

SIGA-NOS

42,064FãsCurtir
11,807SeguidoresSeguir
1,140InscritosInscrever

ÚLTIMAS

error: Alerta: Conteúdo protegido contra cópia. Utilize nossos botões de compartilhar.