InícioDestaqueCrianças estão liberadas de observação de 20 minutos após aplicação de vacina...

Crianças estão liberadas de observação de 20 minutos após aplicação de vacina contra a Covid

Vacinação para as crianças entre 5 e 11 anos de idade começou em janeiro

A Secretaria da Saúde (SES) publicou nesta semana uma nova orientação aos municípios de retirar a obrigatoriedade para que crianças de 5 a 11 anos permaneçam em observação por 20 minutos após a vacinação contra o coronavírus. A medida vinha sendo adotada desde o início da aplicação para essa faixa etária como forma preventiva, caso ocorresse algum efeito adverso. Dados coletados até este momento, no entanto, indicam que não há mais a necessidade de espera.

Até terça-feira, 19 de abril, cerca de 790 mil doses para essa faixa etária haviam sido aplicadas no Rio Grande do Sul, sem notificação de nenhum efeito grave após a aplicação. O Centro Estadual de Vigilância em Saúde (Cevs) monitora essas situações, tendo registrado até agora uma relação de 2,8 casos leves de Eventos Adverso Pós-Vacinação (EAPV) a cada 10 mil doses aplicadas, o que está dentro do previsto. Na maioria, esses casos foram de dor no local da vacina, vermelhidão, dor de cabeça ou febre, com duração de até 48 horas.

- Advertisement -

Apesar de não haver mais a obrigatoriedade do período de observação, a SES mantém a orientação de que os profissionais de saúde informem os pais ou responsáveis que acompanham as crianças sobre as principais reações esperadas. E orienta ainda que, caso venha a ocorrer alguma delas no período de até 30 dias depois após a vacinação, que os pais relatem ao mesmo serviço no qual a criança recebeu a aplicação.

A vacinação das crianças está liberada com dois tipos de imunizantes. A vacina pediátrica da Pfizer foi liberada para uso em crianças dos 5 aos 11 anos, num esquema de duas doses com oito semanas de intervalo entre elas. A Coronavac foi liberada para uso em crianças de 6 a 11 anos (desde que não imunodeprimidas), em duas doses, com intervalo de 28 dias entre elas.

* Fonte Secom

Deixe uma resposta

Digite seu comentário
Por favor, informe seu nome

SIGA-NOS

42,064FãsCurtir
11,807SeguidoresSeguir
1,140InscritosInscrever

ÚLTIMAS

error: Alerta: Conteúdo protegido contra cópia. Utilize nossos botões de compartilhar.