InícioDestaqueDoping tira gaúcha das Olimpíadas de Tóquio

Doping tira gaúcha das Olimpíadas de Tóquio

Atleta medalhista do lançamento de disco, Fernanda Borges está provisoriamente suspensa das Olimpíadas de Tóquio após ser pega no exame antidoping realizado em maio. A substância detectada foi o Ostarine, um agente anabolizante proibido pela Agência Mundial Antidoping (Wada). Horas antes dos resultados, Fernanda teve seu nome divulgado entre os 52 convocados do atletismo para os Jogos Olímpicos de Tóquio.

A atleta gaúcha se diz inocente e afirma que já comprovou que foi uma contaminação cruzada. A Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt) afirma que ela está suspensa até que o caso seja definido com a punição julgada e definida.

O caso seguia em sigilo na Wada, responsável pelo teste, e foi mantido em assim porque é um direito da atleta. Portanto, Fernanda estava dentro das regras da convocação realizada nesta quinta-feira, de acordo com a CBAt. O comunicado oficial sobre a suspensão chegou ao Brasil depois de os nomes serem apresentados. Agora, a atleta será afastada da delegação olímpica do Brasil.

Fernanda Borges competiu nos Jogos Olímpicos do Rio e foi medalhista de prata nos Jogos Pan-Americanos de Lima 2019. Essa medalha ela herdou justamente de outra brasileira, Andressa Morais, que testou positivo para a substância anabolizante SARM na capital peruana há dois anos.

Deixe uma resposta

Digite seu comentário
Por favor, informe seu nome

SIGA-NOS

42,064FãsCurtir
11,807SeguidoresSeguir
1,140InscritosInscrever

ÚLTIMAS

error: Alerta: Conteúdo protegido contra cópia. Utilize nossos botões de compartilhar.