InícioDestaqueEstado reduz de 12 para 10 semanas o intervalo de vacinação da...

Estado reduz de 12 para 10 semanas o intervalo de vacinação da Astrazeneca e Pfizer

Em decorrência da suspeita de dois casos da variante delta no Estado e a quantidade de doses de vacinas Astrazeneca reservadas para a segunda dose, a Secretaria da Saúde (SES) e o Conselho das Secretarias Municipais de Saúde do Rio Grande do Sul (Cosems/RS) definiram, nesta segunda-feira, 12, a redução de 12 (3 meses) para 10 semanas (2 meses e meio) o intervalo entre as doses da vacina contra a Covid-19 dos fabricantes Astrazeneca e Pfizer.

O objetivo é garantir melhor resposta imune para essa nova variante, uma vez que apenas uma dose é pouco efetiva. O intervalo foi diminuído dentro da margem de segurança da efetividade da vacina.

A decisão foi tomada durante reunião da Comissão Intergestores Bipartite (CIB), levando em consideração que a SES tem 687.105 doses da Astrazeneca reservadas para serem distribuídas às Coordenadorias Regionais de Saúde (CRS) e aos municípios nos próximos dias. Quanto a Pfizer, o adiantamento da aplicação não trará impacto neste momento, uma vez que não há remessas com prazo para dose 2 até o início de agosto.

Crianças e adolescentes com comorbidades também começarão a serem vacinados no próximo mês com a vacina da Pfizer, além de definida a priorização da vacinação de lactantes que estejam amamentando bebês com até 11 meses e 29 dias.

 

Deixe uma resposta

Digite seu comentário
Por favor, informe seu nome

SIGA-NOS

42,064FãsCurtir
11,807SeguidoresSeguir
1,140InscritosInscrever

ÚLTIMAS

error: Alerta: Conteúdo protegido contra cópia. Utilize nossos botões de compartilhar.