InícioDestaqueFontoura Xavier é o 2º município da região a conceder reajuste de...

Fontoura Xavier é o 2º município da região a conceder reajuste de 33,23% aos professores

O prefeito Luiz Armando Taffarel enviou o projeto à Câmara de Vereadores que aprovou por unanimidade

A definição do reajuste para o magistério de 33,23%, pelo presidente Jair Bolsonaro, levando em consideração o custo dos alunos do Fundeb, causa preocupação aos prefeitos, argumentando que o índice pode inviabilizar projetos da Educação.

Porém, em Fontoura Xavier, esse reajuste será concedido, na  manhã desta segunda-feira, 14 de fevereiro, o prefeito Luiz Armando Taffarel, acompanhado do vice-prefeito Paulo Quevedo, da secretária de Educação Laudete Bortoncello Nunes, do assessor jurídico Alexandre Chitolina e dos vereadores da base de apoio, assinou  o Projeto de Lei 08/2022,  que concede reajuste de 33,23% aos integrantes do magistério municipal.

- Advertisement -

O projeto foi enviado à Câmara de Vereadores ainda na segunda-feira, e os vereadores aprovaram por unanimidade em sessão ordinária na terça-feira, 15 de fevereiro.

Fontoura Xavier foi o segundo município da região a conceder o reajuste, sendo que Soledade foi o primeiro.

Para conceder o reajuste foram feitas análises do impacto do aumento no orçamento municipal e no índice de gastos com pessoal do Município, o qual não pode ultrapassar 51,3% dos gastos. Constatado pela equipe técnica que o aumento legal de 33,23% se inseriria dentro do patamar legal. A análise foi realizada pelas equipes da Secretaria da Fazenda e Assessoria Jurídica.

O prefeito afirma que a categoria merece esse reajuste, pois são profissionais fundamentais para a formação da sociedade. “O aumento é justo, pois os professores são fundamentais para o desenvolvimento educacional da nossa comunidade. Sempre fui favorável ao aumento, só tínhamos que estudar bem se nós conseguiríamos incluir no orçamento a porcentagem dada”.

E conclui. “Quando fiquei sabendo que daria certo fiquei muito feliz, e pedi que fosse feito o Projeto de Lei”.

Da mesma forma a secretária da Educação Laudete Bortoncello Nunes também relatou estar feliz com a valorização do quadro do magistério. “Com a valorização do quadro de professores quem ganha é a sociedade, com profissionais motivados, qualificados e valorizados para educar as novas gerações de fontourenses”.

Reajuste foi analisado 

Prefeito assina Projeto de Lei

para verificar viabilidade

Laudete afirma que desde que o presidente anunciou o reajuste, as Secretarias de Educação e da Fazenda o Poder Executivo trabalhou incansavelmente para viabilizar o reajuste no município. “Muito tem se falado por aí que o reajuste foi concedido por pressão dos vereadores da oposição, mas isso não é verdade, desde que recebemos a notícia do reajuste nos reunimos para ver da possibilidade, dentro dos índices do município, e a partir do momento que conseguimos fazer o enxugamento do quadro de professores e fechamos os cálculos concedemos o reajuste”.

E completa. “Em nenhum momento tivemos dúvidas de que iriamos conceder o reajuste, o que precisávamos era nos adequar e fazer tudo dentro da legalidade. A nossa prioridade era valorizar o professor, pagar os 33,24%, que na verdade para nós ficou em 33,23%, pagar o piso que é de direito do professor, sem mexer no plano de carreira. Vamos conseguir pagar sem mexer uma vírgula no plano”.

Ela ainda esclarece. “O prefeito não se manifestou antes se ia ou não pagar, pois ele estava estudando as possibilidades, pois ele só faz os anúncios após estar embasado na lei e no que ele pode fazer. Claro, vieram pedidos de professores e de vereadores da oposição para que fosse pago, porém não havia necessidade, pois já estávamos trabalhando, só que em silêncio para não gerar expectativas sem estar tudo ajustado”.

Laudete lembra que no Dia do Professor o prefeito já havia prometido que iria conceder o reajuste que fosse definido. “Quero salientar que, ainda no Dia do Professor de 2021 o prefeito anunciou que daria o aumento que fosse justo aos professores, então não é algo que fomos obrigados a pagar, era vontade tanto minha, como do prefeito, dar esse aumento aos professores. Sim precisamos cumprir a lei, mas como todos estão vendo, nós somos o segundo município da região a conceder o reajuste, alguns não vão conseguir, e nós vamos, devido a uma Administração que trabalha com seriedade e compromisso, aplicando os recursos aonde é devido”.

A secretária destaca, porém, que com o reajuste alguns projetos deverão ser reanalisados. “Nós vamos conseguir pagar o piso, claro que vamos ter que reduzir bastante as despesas, inclusive na manutenção das escolas, vamos passar um ano bem apertado, porém confiamos que vamos receber algum recurso a mais, e que possamos manter o nível de investimento que fizemos no ano que passou”.

Prefeito reunido com autoridades para a assinatura do projeto

Deixe uma resposta

Digite seu comentário
Por favor, informe seu nome

SIGA-NOS

42,064FãsCurtir
11,807SeguidoresSeguir
1,140InscritosInscrever

ÚLTIMAS

error: Alerta: Conteúdo protegido contra cópia. Utilize nossos botões de compartilhar.