Greve geral quer parar o RS na sexta-feira

0
466
Evento organizado pela entidades sindicais para preparar a greve
Entidades sindicais e movimentos sociais estão se mobilizando para a greve geral, que deve ocorrer nesta sexta-feira, em todo o país, contra a reforma da Previdência, em defesa da educação e contra o desemprego. A intenção é fazer com que representantes de todos os setores fique de braços cruzados.

No encontro de organização estiveram dirigentes da CUT, CTB, UGT, CSB, Intersindical, CSP-Conlutas e CGTB. Também compareceram movimentos como MST, Marcha Mundial de Mulheres e Pastorais Sociais da CNBB, e organizações da juventude, como UNE, UEE, UJS, Umespa, Levante Popular da Juventude e coletivos de jovens do PT e PSol, dentre outras.

Os estudantes garantiram que estarão, desde a madrugada do dia 14, lado a lado com a classe trabalhadora na greve geral. Eles foram protagonistas ao tomarem duas vezes as ruas em maio. No dia 15, os jovens apoiaram a greve nacional da educação, marcada pela Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE). E no dia 30, a juventude voltou a se manifestar após a convocação da União Nacional dos Estudantes (UNE), apoiada pelas centrais sindicais, contra os cortes de verbas para escolas, universidades e institutos federais.

Ainda não há confirmação de que empresas ou entidades da região de cobertura do Eco Regional possam parar.

 

Deixe uma resposta

Digite seu comentário
Por favor, informe seu nome