Ilópolis tem seus primeiros imunizados

1683

O município de Ilópolis fez as primeiras imunizações contra a Covid-19 da região. Hoje, 20 de janeiro, foram vacinados o médico Ernídio Luiz Bassani e logo após a enfermeira Arlete Henicka Moraes. A responsável pela aplicação foi a também enfermeira Elisabete Provense.

Quando se fala em uma vacina tão aguardada pela população, o médico se emociona ao relatar o sentimento de estar fazendo parte desse momento histórico, não apenas para o município de Ilópolis, mas toda a região. “Eu estou muito feliz, acredito que se todos tivessem a oportunidade, seria mais uma vida ganha aqui na Terra”, conta.

A enfermeira Arlete, primeira mulher a ser vacinada, fala de conquista que é chegar a esse momento, que ficará registrado para sempre. “Depois de tudo que passamos, é um momento que marcará nossas vidas, marcará a história da humanidade, então só posso dizer que estou muito feliz e esperamos que todas as pessoas possam fazer a vacina, é só isso que nós queremos”, relata.

O médico sempre ressalta que a vacinação é o primeiro passo para sairmos dessa pandemia. “Esse é o começo, mas precisamos lembrar que levará um tempo até o Covid-19 ser um vírus controlável e não temos certeza de quando será isso. Em relação a eficácia das vacinas, o melhor método é tomar as vacinas e sabemos que não seria aprovada se os efeitos colaterais fossem críticos, ela tem uma segurança muito grande”, explica.

Os cuidados com a contaminação continuam os mesmo , ainda estamos em uma pandemia e não há previsões seguras de quanto tempo levará para sairmos da situação de risco. “Os cuidados não podem mudar, deverá ser usada a máscara e, principalmente, o isolamento social, precisamos ter responsabilidade social, isso é, cuidar de si e dos outros. Para quem quer conversar com as pessoas, conviver, precisa usar a máscara sim, por que o não uso, pode promover novas ondas de contaminação”, finaliza o médico.

Deixe uma resposta

Digite seu comentário
Por favor, informe seu nome