Juíza determina suspensão de aulas presenciais no Estado

538

Foi determinada a suspensão de todas as aulas presenciais no Grande do Sul, tanto escolas públicas, quanto particulares, enquanto vigorar a Bandeira Preta no estado. A decisão foi da Juíza da 1ª Vara da Fazenda Pública de Porto Alegre, Rada Maria Metzger Kepes Zaman.
Essa é uma ação civil pública, ajuizada pela Associação de Mães e Pais pela Democracia (AMPD) e CPERGS/ Sindicato contra o estado Gaúcho. Essa decisão é válida enquanto continuar a situação de Distanciamento Social controlado, independente de flexibilização de protocolos.
Com bandeira preta em vigor em todo Estado, o governador Eduardo Leite manteve o retorno das aulas presenciais para a Educação Infantil, 1° e 2° ano do Ensino Fundamental, as demais séries, retornariam apenas remotamente.
A crise na Saúde no Estado, a falta de leitos, aumento no número de contaminados graves e superlotação de hospitais é o respaldo para a decisão da juíza pelo não retorno as salas de aula das séries iniciais.

Veja na integra a decisão- íntegra liminar acp ampd (2)

 

Deixe uma resposta

Digite seu comentário
Por favor, informe seu nome