O Rio Grande perde Paixão Côrtes

153

Morreu na tarde de hoje, segunda-feira, 27, em Porto Alegre, o tradicionalista Paixão Côrtes, um dos maiores nomes do tradicionalismo no Rio Grande do Sul.

Côrtes estava na UTI do Hospital Ernesto Dornelles se recuperando de complicações após uma cirurgia. Aos 91 anos, ele sofreu uma queda ainda em julho e fraturou o fêmur de uma das pernas.

Ele serviu de modelo para a estátua do Laçador, monumento que homenageia o gaúcho na entrada da cidade de Porto Alegre.

Na última quarta-feira, 22, Côrtes esteve em Arvorezinha, no CTG Jango Borges, participando da cavalgada de distribuição da Chama Crioula junto aos cavalarianos da 12ª Região Tradicionalista de São Leopoldo que seguiram após para Várzea Grande.  Côrtes foi piloto aposentado da Força Aérea Brasileira e carregava na garupa de seu cavalo mais de 18 mil quilômetros de cavalgada indo inclusive de Porto Alegre a São Paulo. Era também um colecionador de medalhas.

Deixe uma resposta

Digite seu comentário
Por favor, informe seu nome