Palestras do Projeto Cara Limpa continuam no interior

102

Pais de alunos da Escola Pinheiro Machado ouviram consultor sobre os problemas da drogadição

O projeto De Cara Limpa teve início no mês de junho e deverá se estender por mais alguns meses. Depois de palestrar e orientar educadores e profissionais da área da saúde, agora o projeto chega até os pais e alunos.

O circuito de palestras iniciou na terça-feira, 27, com pais e alunos dada escola Pinheiro Machado da Linha Primeira e com pais da Escola Augusto Meyer. Na quarta-feira, 28, foi a vez dos alunos da Augusto Meyer saber mais sobre o projeto. Ainda na quarta-feira, pais e alunos da Escola Caetano Periolo e alunos da Escola de Ensino Médio São Carlos participaram do projeto.

Nesta quinta-feira, 29, o circuito de palestras chega aos pais e alunos da Escola Sagrado Coração de Jesus e aos pais da Escola de Ensino Médio São Carlos. As palestras no interior se encerram amanhã sexta-feira, 30 com palestra aos pais e alunos as Escola Padre Alfredo Antonelli.

 

O projeto

O consultor Eduardo Kauffmann é o responsável pela condução do projeto que aborda os malefícios causados pelo uso de drogas como álcool, tabaco, drogas sintéticas e naturais.
Kauffmann faz um apelo aos pais para que estejam atentos aos filhos, que procurem sempre dialogar, manter uma boa relação familiar e compreender cada momento vivenciado.

O consultor reforça a importância do cuidado com o consumo das drogas lícitas, como álcool e tabaco, ressaltando que estas são portas de entrada para outras drogas, frisando que não são apenas os jovens que enfrentam problemas com as drogas, mas sim, pessoas de todas as idades. Ele ressalta a ideia do reconhecimento da dependência e da necessidade de procurar tratamento, de não encarar a situação como se fosse um fato normal. Ele também deu ênfase aos danos irreversíveis causados à saúde e a vida dos dependentes.

Alunos também ouviram Kauffmann

Após palestrar para os pais, o consultor Eduardo Kauffmann falou com os alunos da Pinheiro Machado. Ele explicou como tudo começa, falou sobre as armadilhas, a ilusão que as drogas proporcionam e os efeitos nefastos que causam na vida das pessoas. Kauffmann buscou sensibilizar os alunos para que evitem experimentar, usar a primeira dose e busquem manter-se saudáveis. Além disso, falou sobre comportamento, atitudes, vida comunitária e social e a necessidade de evitar também as drogas líticas como o álcool e o tabaco.

Deixe uma resposta

Digite seu comentário
Por favor, informe seu nome