InícioDestaquePela segunda semana consecutiva, Estado não emite novos Avisos e Alertas

Pela segunda semana consecutiva, Estado não emite novos Avisos e Alertas

Pela segunda semana consecutiva, o governo do Estado decidiu pela manutenção do atual quadro do Sistema 3As, sem emissão de Avisos ou Alertas. A divulgação foi feita após reunião do Gabinete de Crise, na tarde desta quarta-feira (25/8), com base no monitoramento de indicadores e recomendações feitos pelo GT Saúde.

“É uma grande notícia para os gaúchos. Depois de uma onda bem agressiva da pandemia no começo deste ano, entre fevereiro e abril, e com a ameaça mundial da variante delta mais recente, observar uma melhora, ainda que gradual, é muito positivo. Mostra que governo e prefeituras estão tomando boas decisões no enfrentamento ao vírus, e que a população está colaborando e segue cumprindo os protocolos de prevenção”, disse o vice-governador Ranolfo Vieira Júnior, que coordenou o Gabinete de Crise nesta quarta (25).

A decisão da equipe considera o fato de que a tendência de crescimento no número de hospitalizações de casos suspeitos ou confirmados com Covid-19 registrada há duas semanas não se confirmou. Nesta semana, o número de internados em leitos clínicos e de UTI voltou a cair, confirmando a estabilização já registrada na semana passada.

No início da tarde desta quarta-feira, havia 826 pessoas internadas com suspeita ou confirmação de Covid-19 em leitos clínicos no Estado, número positivo quando se compara com um horizonte maior, de 30 dias atrás: queda de 21,5%.

O índice de pacientes em condições mais graves, confirmados ou suspeitos, também é positivo. São 706 pessoas hospitalizadas em leitos de UTI, menor número desde 1º de novembro de 2020. Entretanto, conforme a equipe técnica, avaliando uma janela menor, de 10 dias, o momento é de estabilização nos números do Estado.

O governo estadual segue monitorando todos os indicadores, em especial a propagação da variante delta no Rio Grande do Sul. A área de Vigilância Genômica do Centro Estadual de Vigilância em Saúde (Cevs) segue acompanhando a situação em tempo real e alerta que o cenário é dinâmico e pode trazer mudanças significativas, inclusive identificar possíveis novas variantes caso venham a surgir.

Por isso, o Gabinete de Crise reforça a necessidade de manter todas as medidas de proteção, como uso de máscaras, álcool gel, evitar aglomerações e diminuir a circulação.

Durante a reunião, foram novamente analisadas demandas de setores da sociedade, como pedidos para realização de eventos e mudanças de protocolos. Quanto à realização do desfile militar de 7 de setembro, o chefe da Casa Militar, coronel Júlio César Rocha Lopes, entrou em contato com o Comando Militar do Sul durante a reunião do Gabinete de Crise e foi informado que o desfile de Independência foi cancelado pelo Ministério da Defesa em todo o país em razão da pandemia.

Deixe uma resposta

Digite seu comentário
Por favor, informe seu nome

SIGA-NOS

42,064FãsCurtir
11,807SeguidoresSeguir
1,140InscritosInscrever

ÚLTIMAS

error: Alerta: Conteúdo protegido contra cópia. Utilize nossos botões de compartilhar.