PRF de Lajeado registra o menor índice de acidentes e mortes desde 2010

0
135
Foto: PRF

A Polícia Rodoviária Federal divulgou, nesta quarta-feira (02), o balanço referente ao trabalho realizado em 2018 no trecho sob a responsabilidade da Delegacia em Lajeado, que compreende mais de 300 quilômetros da BR-386, entre Vitor Graeff e Nova Santa Rita, além de parte da BR-470.

Fiscalizações

Ao longo do ano passado, houve a fiscalização de 32.916 veículos e 34.321 pessoas, e foram aplicados 8.626 autos de infração. Destes, 126 ocorreram pelo fato de os condutores estarem dirigindo sob a influência de álcool (houve a aplicação de 12.154 testes de etilômetro), 735 pela falta do uso do cinto de segurança ou cadeirinha e 706 por ultrapassagens em local proibido, uma das principais causas de acidentes com morte nas rodovias. Nesses dados não constam as autuações decorrentes das operações com o radar, com o qual foram capturadas 11.086 imagens de veículos acima da velocidade máxima permitida para a via. As fiscalizações de excesso de peso resultaram num total de 110 autuações e quase 480 toneladas de excesso de peso. O excesso de peso nos veículos de carga é um dos principais responsáveis pelos danos causados ao pavimento.

Acidentes

Em 2018, no trecho de competência da Delegacia em Lajeado, o número de mortos e feridos foi o menor desde 2010, quando os dados começaram a ser organizados de maneira informatizada.

2018 –  325 feridos leves, 89 feridos graves, 40 mortos

2017 – 493 feridos leves, 113 feridos graves, 50 mortos

2016 – 464 feridos leves, 160 feridos graves, 42 mortos

2015 – 435 feridos leves, 133 feridos graves, 49 mortos

2014 – 486 feridos leves, 140 feridos graves, 49 mortos

2013 – 483 feridos leves, 148 feridos graves, 58 mortos

2012 – 620 feridos leves, 153 feridos graves, 66 mortos

2011 – 575 feridos leves, 198 feridos graves, 43 mortos

2010 – 547 feridos leves, 193 feridos graves, 48 mortos

Prisões/Apreensões

Nas ações de enfrentamento ao crime em 2018, 130 pessoas foram detidas (em 2017 foram 311, e em 2016, 302 pessoas), e 30 veículos foram recuperados (no ano anterior foram 32, e em 2016, 22 veículos recuperados).

As apreensões tiveram grande destaque, especialmente de maconha, cuja quantidade foi mais de três vezes maior que em 2017. No dia 26 de abril, em Lajeado, a PRF apreendeu mais de seis toneladas da droga, a maior apreensão da história no Rio Grande do Sul.

Maconha – 8.095 kg em 2018 / 2.342 kg em 2017 / 1.363 kg em 2016

Cigarros – 477 mil maços em 2018 / 442 mil maços em 2017 / 10 mil maços em 2016

Cocaína – 30 kg em 2018 / 2 kg em 2016 (em 2017 não houve apreensões de cocaína)

Crack – 50 kg em 2018 / 1 kg em 2016 (em 2017 não houve apreensões de crack)

Também aconteceram apreensões de armas, munições, bebidas, eletrônicos, medicamentos, cosméticos e vestuário.

Educação para o Trânsito

As ações de educação para o trânsito continuaram sendo um dos pontos fortes da gestão, com 15.431 pessoas atendidas em abordagens educativas e palestras em empresas e escolas. Os motoristas – e futuros motoristas – foram orientados sobre os riscos das ultrapassagens irregulares e da alta velocidade, a importância da utilização do cinto de segurança, o perigo de manusear o celular enquanto dirigem, dentre outros assuntos.

Em 2019, a PRF continuará trabalhando em ações de enfrentamento ao crime e de fiscalização e educação para o trânsito, visando sempre à redução do número de acidentes e à segurança de todos os usuários da rodovia.

Fonte: PRF

Deixe seu comentário