InícioDestaqueSegunda edição da Cartilha do Bem aborda os perigos e prejuízos das...

Segunda edição da Cartilha do Bem aborda os perigos e prejuízos das drogas

Lançamento ocorreu em Soledade, na noite da quarta-feira

A luta contra as drogas é um grande desafio e um dever de toda a sociedade. Há anos o mundo sofre com as perdas geradas por esta grande epidemia que se alastra silenciosamente e avassala o potencial, os sonhos e as esperanças de muitos jovens, compromete seus futuros, quando não lhes toma a vida e arrasa famílias inteiras.

 

- Advertisement -

O momento exige seriedade, ação, esclarecimentos e orientação às famílias, pais, jovens e adultos sobre o risco e os prejuízos que as drogas causam a toda a sociedade. E é com esse objetivo, de alertar, que o projeto Cartilha do Bem foi criado. A iniciativa nasceu da parceria entre Polícia Civil do RS; 24ª Delegacia de Polícia, representada pela delegada Fabiane Bittencourt; e jornais Informativo Regional, de Soledade, e Eco Regional, de Arvorezinha. 

 

Também há o apoio do Sicredi Botucarai e Cerfox, e patrocínio dos municípios de Anta Gorda, Arvorezinha, Camargo, Espumoso, Fontoura Xavier, Ibirapuitã, Ilópolis, Itapuca, Mormaço, Nova Alvorada, Putinga, São Jose do Herval, Soledade, Tapera e Tio Hugo; e ainda da advogada Marly dos Santos Albano, Sindicato dos Municipários de Soledade, e do vereador antagordense Dirceu Sperandio.

 

O que é a Cartilha do Bem?

 

A cartilha é um guia de procedimentos simples e prático, numa linguagem acessível, que pode auxiliar os pais, familiares e responsáveis a manterem seus filhos e pessoas queridas longe das drogas, bem como pode auxiliá-los a identificar precocemente se alguém por perto está envolvido com o mundo da drogadição. A cartilha ainda esclarece sobre os tipos de drogas, efeitos, prejuízos causados por elas, dentre outras questões relevantes. A primeira edição da Cartilha do Bem foi lançada em 2021.

Lançamento da 2ª edição

 

O lançamento da segunda edição da Cartilha do Bem – Os Perigos e Prejuízos das Drogas, ocorreu na noite da quarta-feira, 15 de junho, em Soledade, contando com a presença da delegada Fabiane Bittencourt; diretores do jornal Informativo Regional, Rodolfo Pompermaier e Edna Malaquias Pompermaier; diretoras do Eco Regional, Carla Pompermaier Zanotelli e Carine Pompermaier; presidente da Comissão da Criança e Adolescente (CCA) de Soledade, advogada Marly Albano; representantes do Executivo dos municípios de Itapuca, Camargo, Ilópolis, Soledade, Mormaço, Fontoura Xavier, Espumoso, Ibirapuitã e Barros Cassal; presidente do Sicredi Botucaraí RS/MG Carlos Rogério Matuella; vice-presidente da Cerfox Darli Landim; presidente do Conselho Tutelar Emerson Landim.

A programação contou com apresentação da Cartilha do Bem que nesse ano teve a produção de 12,5 mil unidades e adesão de mais de 20 municípios. O evento  contou com a explanação da presidente da Comissão da Criança e Adolescente (CCA) de Soledade, advogada Marly Albano, palestra com a delegada regional Fabiane Bitencourtt e após jantar de confraternização, sendo que o valor arrecadado com a adesão aos ingressos foi revertido para o Fundo da Criança e Adolescente.

A diretora do Jornal Eco Regional, Carla Pompermaier Zanotelli, apresentou a Cartilha aos presentes e destacou as razões da campanha, além de parabenizar a Delegada Fabiane pela iniciativa que vai além das suas funções e agradecer o apoio de todos os envolvidos.  “Buscamos elencar nesta cartilha, informações importantes para que possamos conversar com os jovens, mas principalmente com as famílias, pois acreditamos muito que só a força do amor, do cuidado, da prevenção é que vai poder fazer a diferença na luta contra as drogas. Não adianta só prender traficante, a gente precisa educar, ensinar os filhos desde pequenos a cuidar da própria saúde, do próprio corpo e principalmente, dar o exemplo. Nesta cartilha nós falamos muito sobre relacionamento familiar e vejo que isso é muito importante para tudo na vida”, salientou.

O diretor do jornal Informativo Regional, Rodolfo Pompermaier manifestou: “Se trabalharmos na conscientização teremos o resultado, pois enquanto houver demanda, infelizmente, sempre haverá o traficante, a violência e a criminalidade. Hoje se inicia um trabalho que é bastante árduo, pois não adianta só colocar no papel, o trabalho que será feito junto às escolas será ainda mais importante”, pontuou. Rodolfo agradeceu Fabiane e Marli pelo apoio e parceria, agradeceu a todos os parceiros do projeto e aos colegas de imprensa de Soledade que estiveram presentes e divulgaram a iniciativa. “Precisamos unir forças e estar juntos na divulgação desta campanha frisou Rodolfo agradecendo a todos. 

    A Dra. Marly Albano destacou que precisava falar de pé, para enaltecer a grandiosidade deste projeto. “Esta iniciativa é maravilhosa, ela é ímpar e a união de todos nós, conversando com as pessoas, orientando, ajudando no que for necessário, organizando ações será muito importante referiu Marly, ressaltando o trabalho realizado com os Conselheiros Tutelares e se colocando à disposição da região para contribuir. 

Em seguida manifestou-se a delegada Fabiane, que agradeceu as presenças e o apoio de todos os presentes e destacou as razões que a tem levado a buscar parcerias para realizar trabalhos de prevenção. “Muitas vezes me sinto só e impotente diante de tantos desafios, precisamos do engajamento da sociedade”, destacou Fabiane frisando que o problema das drogas é uma epidemia que não acaba com a prisão ou a morte dos envolvidos, ela sempre tem seguido, porque sempre há novos usuários e traficantes, diante disso, é evidente a necessidade de trabalhar a prevenção. 

A Delegada relembrou que a primeira Cartilha do Bem, realizada em Maio de 2022, com o tema maio Laranja, que tratou sobre o combate ao abuso sexual contra crianças e adolescentes está até hoje favorecendo e muito. “Ela é de extrema importância e nos ajuda muito a orientar muitas pessoas com relação ao tema. Também é importante frisar que ninguém ganha um real com essa cartilha. É uma doação de amor, de tempo, de energia, de vontade de querer mudar as coisas”, frisou ao recordar o início do projeto. “Nós iniciamos o projeto da Cartilha do Bem em razão de uma situação que vivenciávamos aqui na região em 2020, que era o abuso contra crianças e adolescentes. Nós tínhamos um flagrante a cada 15 dias e estávamos muito preocupados. Em razão disso, surgiu um grupo em Soledade para tentar modificar essa situação, e um dos mecanismos foi a criação dessa cartilha”, conta.

Ela segue relatando um triste episódio que vivenciou: “Um dia fui visitar um abrigo em uma cidade da região e me deparei com uma criança de seis anos em estado semivegetativo. Ela vive naquele local desde que nasceu, sem o afeto de uma família. Aquela criança foi fruto de um abuso de um avô contra a sua neta. Foi uma das coisas mais tristes que vi na vida e passei a pensar, como é que nós permitimos que coisas como essa aconteçam na sociedade onde vivemos”, declarou. 

“Isso me deu mais forças para ajudar a divulgar essa cartilha e os resultados foram surpreendentes, pois depois que passamos a desempenhar esse trabalho, os índices de violência sexual contra crianças diminuíram muito. Isso já vale todo o esforço dedicado. Me sinto muito gratificada em fazer parte desse projeto que está dando muito certo. Se a primeira cartilha do bem já foi um sucesso, a segunda será maior ainda e nossa estimativa é de conseguir atingir todos os jovens da rede de ensino na região”, acrescentou.

E pensando nas problemáticas da sociedade, percebeu-se então que o tema a ser abordado na segunda Cartilha do Bem deveria ser a prevenção ao uso de drogas. “Vimos que tínhamos outras frentes para atacar. Sabemos que hoje um dos maiores problemas da nossa sociedade é o tráfico e uso de drogas, sendo que a criminalidade como um todo está associada à questão da drogadição. Eu dedico a maior parte do meu tempo no combate a isso e muitas vezes me sinto impotente, pois vejo que por mais que eu me dedique não consigo esgotar a criminalidade. Por isso, focamos o tema da cartilha, deste ano, na prevenção ao uso de entorpecentes”, disse, sensibilizando a todos da importância de cada um fazer a sua parte, buscar organizar em seus municípios ações para que a cartilha seja distribuída e divulgada.

    Eu quero visitar todos os municípios parceiros nos próximos meses, mas este trabalho não vou fazer sozinha, toda a equipe da Polícia Civil está engajada, serão muitas palestras do projeto Papo de Responsa e também espero convites de vocês para realizarmos mais intervenções na forma que acharem mais necessário, nós estamos à disposição, destacou Fabiane. 

Prefeitos, vice-prefeitos, vereadores, presidentes de Câmaras, Secretárias, diretores de escola, Conselheiros Tutelares e lideranças estiveram presentes na oportunidade e destacaram a importância da iniciativa.

    O prefeito Marcos Scorsatto de Itapuca destacou a iniciativa como muito positiva. “Vejo a boa vontade da Delegada e de todos os envolvidos em fazer algo em prol da nossa sociedade e nós enquanto Poder Público precisamos estar engajados e vamos fazer a nossa parte”.

O prefeito de Ilópolis, Edmar Predo Rovadoschi, também presente no evento enfatizou que está muito preocupado com a escalada da criminalidade em sua cidade e que se preocupa com o futuro. “Sabemos que muitas coisas que acontecem em termos de crimes estão vinculados ao uso de drogas e temos problemas sociais sérios, precisamos nos unir para tentar reduzir estes problemas e principalmente proteger e alertar as crianças e jovens”, salientou o prefeito que também é parceiro da campanha em conjunto com a Presidente da Câmara, Cleni Lopes, a Preta.

O presidente do Sicredi Botucaraí, Rogério Matuella que é apoiador da iniciativa e esteve presente ressaltou a importância e a satisfação de poder fazer parte de uma iniciativa como esta. “Nós temos o privilégio de poder contar com a Dra Fabiane como parceira atuando aqui na nossa região, ela é uma grande profissional, comprometida e que quer ver a região dar certo, as coisas acontecerem de verdade ressaltou. Essa iniciativa, esta campanha que mobilizará mais de 20 municípios em torno do combate às drogas vai fazer a diferença na vida de muitas pessoas e famílias e o Sicredi sempre vai buscar ser parceiro de iniciativas como esta”, finalizou parabenizando a todos os envolvidos. 

 

 

Deixe uma resposta

Digite seu comentário
Por favor, informe seu nome

SIGA-NOS

42,064FãsCurtir
11,807SeguidoresSeguir
1,140InscritosInscrever

ÚLTIMAS

error: Alerta: Conteúdo protegido contra cópia. Utilize nossos botões de compartilhar.