Segunda-feira é marcada por mudança em seis ministérios

227
O presidente Jair Bolsonaro, durante o anúncio das Novas Medidas da CAIXA de Apoio às Santas Casas e aos Hospitais Filantrópicos

Nesta segunda-feira, 29 de março, o Governo Federal anunciou mudanças em seis ministérios. Deixaram o governo os ministros Ernesto Araújo (Relações Exteriores), Fernando Azevedo e Silva (Defesa), José Levi (Advocacia Geral da União),além disso houve mudança nas pastas da Justiça e Segurança Pública, Casa Civil e Secretaria de Governo.

Ernesto Araújo pediu demissão do cargo na manhã desta segunda-feira, ele sofria pressão do Senado, de opositores do governo e de diplomatas que criticam a política externa brasileira.

O general Fernando de Azevedo e Silva deixa o cargo de ministro da Defesa a pedido do presidente Jair Bolsonaro, no seu lugar assume o general Walter Braga Netto, que estava até então no ministério da Casa Civil, que será comandada pelo general Luiz Eduardo Ramos.

Com a saída do general Luiz Eduardo Ramos da Secretaria de Governo, assume a pasta a deputada federal Flávia Arruda (PL-DF).

Para o lugar de José Levi que deixou a AGU, Bolsonaro escolheu o ministro da Justiça André Mendonça e em seu lugar assumiu o ex-secretário de Segurança Pública do Distrito Federal, o delegado da Polícia Federal Anderson Torres.

Segundo a Secretaria de Comunicação da Presidência, as mudanças no governo de Jair Bolsonaro serão publicadas ainda nesta segunda-feira, em edição extra do Diário Oficial da União.

Deixe uma resposta

Digite seu comentário
Por favor, informe seu nome