InícioDestaqueSoja: nova alta do dólar traz aumento no preço da saca

Soja: nova alta do dólar traz aumento no preço da saca

Cotações do grão chegaram a atingir R$ 200 no Porto de Rio Grande

O mercado brasileiro de soja teve mais um dia de avanços nas cotações nesta terça-feira (26). Os preços foram sustentados e elevados diante da terceira alta forte seguida do dólar. Com a Bolsa de Chicago levando a soja acima de US$ 17 por bushel, há ainda maior possibilidade de melhora.

As cotações nos portos atingiram a casa de R$ 200 a saca. No físico, o dia foi regular de negócios, mas sem volumes expressivos movimentados.

- Advertisement -

Em Passo Fundo (RS), a saca de 60 quilos avançou de R$ 197 para R$ 198. Na região das Missões, a cotação subiu de R$ 196 para R$ 197. No Porto de Rio Grande, o preço avançou de R$ 198 para R$ 200.

Em Cascavel, no Paraná, o preço passou de R$ 188,50 para R$ 190 a saca. No porto de Paranaguá (PR), a saca de soja avançou de R$ 195 para R$ 197.

Em Rondonópolis (MT), a saca passou de R$ 174 para R$ 178. Em Dourados (MS), a cotação aumentou de R$ 181 para R$ 183. Em Rio Verde (GO), a saca subiu de R$ 172 para R$ 175.

Soja em Chicago

Os contratos futuro da soja negociados na Bolsa de Mercadorias de Chicago (CBOT) fecharam a terça-feira com preços mistos.

Pela manhã o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) anunciou duas vendas por parte dos exportadores privados, envolvendo 132 mil toneladas para a China e 133 mil toneladas para destinos não revelado. Outro ponto positivo foi a alta de cerca de 3% nos preços do petróleo no mercado internacional.

Ao final da sessão, no entanto, o mercado reduziu ganhos por correção técnica. Há certa preocupação com a economia chinesa e seu potencial de compra, devido aos lockdowns em algumas regiões daquele país.

Segundo o USDA, até 24 de abril, a área plantada de soja nos Estados Unidos estava apontada em 3%. Em igual período do ano passado, a semeadura era de 7%. A média é de 5%. Na semana anterior, o percentual era de 1 ponto. O mercado esperava número de 3%.

Os contratos da soja em grão com entrega em maio fecharam com alta de 1,75 centavo de dólar por bushel ou 0,10% a US$ 17,05 1/4 por bushel. A posição julho teve cotação de US$ 16,71 por bushel, com perda de 3,50 centavos ou 0,20%.

Nos subprodutos, a posição julho do farelo fechou com baixa de US$ 8,60 ou 1,92% a US$ 437,00 por tonelada. No óleo, os contratos com vencimento em julho fecharam a 82,44 centavos de dólar, com ganho de 2,36 centavo ou 2,94%.

Câmbio

O dólar comercial encerrou a sessão em alta de 2,29%, sendo negociado a R$ 4,99 para venda e a R$ 4,98 para compra. Durante o dia, a moeda norte-americana oscilou entre a mínima de R$ 4,89 e a máxima de R$ 5.

Deixe uma resposta

Digite seu comentário
Por favor, informe seu nome

SIGA-NOS

42,064FãsCurtir
11,807SeguidoresSeguir
1,140InscritosInscrever

ÚLTIMAS

error: Alerta: Conteúdo protegido contra cópia. Utilize nossos botões de compartilhar.