InícioDestaqueTransporte Escolar está sendo organizado para o início do ano letivo

Transporte Escolar está sendo organizado para o início do ano letivo

Não haverá uma nova licitação, mas documentação como laudo e licenças serão exigidos

O ano letivo de 2022 está previsto para iniciar no dia 21 de fevereiro em Fontoura Xavier. E um dos maiores desafios é organizar o Transporte Escolar que leva os alunos das suas residências até a escola.

O responsável pelo Transporte Escolar no Município Rudimar Chitolina Gonçalves, conta que a organização iniciou já há alguns dias. “Nós já estamos organizando o transporte, fizemos manutenção nos nossos ônibus e estamos conversando com os terceirizados para que deixem os seus veículos em ordem para o início das aulas”.

O Transporte Escolar é feito por 20 empresas terceirizadas, que são responsáveis por 49 linhas espalhadas por todas as comunidades. “Nós temos muitas linhas, além das 49 terceirizadas temos oito que fazemos com os nossos ônibus. Algumas comunidades são muito distantes, organizar tudo é um grande desafio, mas sempre trabalhamos para que todos os alunos tenham condições de chegar na escola”.

E acrescenta. “Alguns alunos que moram em locais de difícil acesso, os transportadores vão de carro buscar e levam até a estrada geral onde o ônibus passa, depois leva de volta em casa. Fazem parte da frota dos terceirizados ônibus, micro-ônibus e Vans. Eles todos sabem que tem que oferecer veículos em condições de transporte para que os alunos sejam transportados com segurança”.

Licenças e vistorias

Gonçalves afirma que todos os veículos passarão por vistoria. “No ano passado acabamos não exigindo a vistoria, pois foi um ano que praticamente não teve aula. Mas esse ano todos deverão apresentar a vistoria feita por oficina autorizada, e também as licenças necessárias”.

Para agilizar a organização não será feita uma nova licitação, mas mesmo assim, a documentação deverá estar em dia. “Se fossemos fazer uma licitação poderia atrasar o processo e chegar no dia 21 sem transporte, então optamos por não realizar, e apenas dar o reajuste a que eles têm direito. Esse índice de reajuste ainda está sendo estudado, mas ressalto mais uma vez, que mesmo sem licitação a documentação necessária deverá ser apresentada”.

Reajuste do Estado

Na última semana o Governo de Estado anunciou um reajuste no valor repassado aos Municípios de 30%, porém Gonçalves esclarece que isso não significa que poderá ser repassado esse índice às empresas. “Quando se vê a notícia de reajuste pode-se imaginar que isso representa um valor alto, mas não é assim. O repasse do Estado representa cerca de 30% dos gastos com transporte que o Município tem, então esse reajuste é apenas uma reposição proporcional ao repasse do estado”.

Deixe uma resposta

Digite seu comentário
Por favor, informe seu nome

SIGA-NOS

42,064FãsCurtir
11,807SeguidoresSeguir
1,140InscritosInscrever

ÚLTIMAS

error: Alerta: Conteúdo protegido contra cópia. Utilize nossos botões de compartilhar.