Uma prece atendida

“Senti uma paz espiritual tão grande, que não consigo sentir nem dentro de uma igreja”, destaca Sidiclei Formagini, natural de Itapuca (antigo Maurício Cardoso) ao recordar a primeira vez que esteve na gruta de Itapuca/Anta Gorda, em 2016.

Ele, que tem 47 anos e reside em Campo Grande (MS), confessa que já passou por muitos lugares e países, mas nunca esqueceu da gruta. “Sai da minha terra natal muito cedo, quando meus pais decidiram se mudar para Avaré (SP) em 1978. Em 1980 retornamos para o Rio Grande do Sul, vindo a morar em Marau onde ficamos até 1993 quando conclui o Ensino Fundamental e Médio. Após fui embora para Joinville (SC) onde comecei a cursar Engenharia Civil. Em 1997 me formei e imigrei para o Rio de Janeiro onde fiz mestrado e doutorado na área de estruturas. Em 2005, me mudei então para Campo Grande (MS), cidade onde tenho endereço fixo. Em relação à gruta ouvi falar pela primeira vez dela em uma passagem minha por SP quando estava na casa de meus avós e ela foi pauta de um programa de Ana Maria Braga. Me despertou uma vontade imensa de conhecê-la”, conta.

Formagini segue relatando: “Passaram-se anos e em setembro de 2016, durante as férias, fui com meus pais para o Rio Grande do Sul com o intuito de conhecer a gruta. Chegando lá comecei a rezar e pedi para Nossa Senhora de Lourdes a bênção para me tonar pai, que era um grande sonho e minha esposa estava tendo dificuldades para engravidar. Logo quando voltamos para Campo Grande, minha esposa Edinéia acabou engravidando e para nossa surpresa eram gêmeos. Foi o maior presente recebido. Ambos nasceram bem e gestação foi muito tranquila”, recorda. Os gêmeos Luiza e Antônio nasceram em junho de 2017, e conforme Formagini, em janeiro de 2018, ele retornou ao RS e junto aos filhos foi até a gruta para agradecer pelo milagre.  

Hoje Formagini é professor universitário do curso de Engenharia Civil da Universidade Federal do MS, é empresário proprietário de um laboratório de ensaios voltados para a área de Engenharia, e reside temporariamente em Valência, na Espanha, desde 2019, com a esposa e os dois filhos. Eu e minha esposa Edinéia estamos fazendo pós-doutorado e devemos permanecer n Espanha até abril do ano que vem”, disse.
Em relação às festividades na gruta, ele enfatiza o desejo de poder participar. “Nunca fui e futuramente pretendo me organizar para participar. O sentimento que tenho por esse local é muito difícil de descrever. Já viajei o Brasil inteiro, já conheci vários países da Europa e já entrei em várias grutas, mas a sensação que eu tive quando entrei na gruta de Itapuca/Anta Gorda foi de paz, tranquilidade, de acolhimento”, finalizou.

86ª Romaria e Festa da Gruta Nossa Senhora de Lourdes será no dia 9 de fevereiro

O evento será antecedido por um tríduo que ocorre nos dias 5,6 e 7 de fevereiro às 19h30min.
A festa ocorre no domingo, 9 de fevereiro com missas às 9h, 10h30min, 13h30min e 15h, esta última será ministradas pelo Bispo Dom Aloíso Dilli. O almoço ocorre às 11h30min com buffet e churrasco. Às 16h inicia a apresentação de Avanir Portela e os Guris e às 18h, o sorteio de brindes. Na segunda-feira, 10, ocorre também às 10h uma missa seguida com churrasco ao meio-dia.

Diretoria
O evento é organizado pela diretoria da  Paróquia São José do Patrocínio que tem como casal presidente Renato e Ana Toigo e membros: Augustinho e Vanda Isoton, Enio e Mirlei Cecheller, Nédio e Silvana Poletto, Célio e Maria Meotti, Nilo e Adélia Toigo, Almir Santos e Ecleia Provensi, Nilvo e Elaine Alba e Flávio Mezzalina. Ainda há números de rifas disponíveis no comércio local.

Deixe uma resposta

Digite seu comentário
Por favor, informe seu nome

SIGA-NOS

42,064FãsCurtir
11,807SeguidoresSeguir
1,140InscritosInscrever

ÚLTIMAS

error: Alerta: Conteúdo protegido contra cópia. Utilize nossos botões de compartilhar.