InícioDestaqueUniversidades Federais no RS têm cortes de verbas de 20%

Universidades Federais no RS têm cortes de verbas de 20%

Após a maior universidade federal do Brasil, a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), apresentar sua situação financeira e afirmar correr o risco de ter de fechar no meio do ano, é a vez das universidades federais do RS anunciarem cortes de verbas e preocupação com a prestação de contas no ano de 2021.

Como consequência do repasse de verbas 19% menor que ano passado, mais da metade das universidades federais do Estado afirmam que só conseguirão pagar as cotas de 2021 se o ensino remoto for mantido e se fizerem ainda mais sacrifícios financeiros, como redução do dinheiro na manutenção dos laboratórios, projetos com a comunidade, segurança e até limpeza.

Esses cortes, apesar de serem rotineiros há cinco anos, jamais foram tão dramáticos, como afirmam os reitores. Um agravante é que apenas 40% do orçamento desse ano foi liberado – os outros 60% estão bloqueados e dependem de liberação no Congresso.

Segundo o presidente da Andifes, Edward Madureira, todas as federais sofreram corte e essa redução, para muitas delas, inviabiliza o funcionamento a partir de setembro.

As universidades estão fazendo de tudo para manter os alunos com um ensino sob controle e não planejam cortar as bolsas e auxílios para estudantes carentes, porém não há mais como incluir novas pessoas.

Deixe uma resposta

Digite seu comentário
Por favor, informe seu nome

SIGA-NOS

42,064FãsCurtir
11,807SeguidoresSeguir
1,140InscritosInscrever

ÚLTIMAS

error: Alerta: Conteúdo protegido contra cópia. Utilize nossos botões de compartilhar.