UPF inscreve para 23 cursos no Vestibular de Inverno 2019

118

Processo seletivo inscreve de 2 de maio até quatro de junho pelo site vestibular.upf.br sendo que a prova será no dia 8 de junho

Uma nova oportunidade de formação profissional é dada pela Universidade de Passo Fundo, que abre inscrições para o seu Vestibular de Inverno 2019. Porta de entrada da universidade, o processo seletivo inscreve para ingresso em diferentes cursos de graduação naquela que é reconhecida como a maior instituição de ensino superior do norte do estado. Nesta edição são 23 cursos disponíveis nas seguintes áreas do conhecimento: licenciatura, saúde, comunicação, ciências sociais e aplicadas, engenharia, arquitetura e exatas.

As inscrições devem ser feitas via internet pelo site vestibular.upf.br no período de 2 de maio até quatro de junho. A prova do Vestibular de Inverno da UPF será no dia 8 de junho e é dividida em dois grupos: 1 e 2. O valor da inscrição para os candidatos ao curso de Medicina é de R$ 150 e para os candidatos aos demais cursos do grupo 2, de R$ 80. No Grupo 1 , as inscrições têm o valor de R$ 40, com exceção dos cursos de licenciatura, para os quais há gratuidade na inscrição.

Os candidatos aos cursos do Grupo 1 farão somente a prova de Redação, Língua Portuguesa, Literatura Brasileira, Língua Estrangeira, História, Geografia, Matemática, Física, Biologia e Química. A prova do grupo 1 será das 14h às 15h30min e as do grupo 2, das 14h às 19h.

 

Programa Recomeçar

A UPF oferece ingresso diferenciado, por meio de prova única de redação, à pessoas com idade mínima de 35 anos e com Ensino Médio concluído, disponibilizando um excedente de até 10% das vagas em todos os cursos oferecidos nesta edição do Vestibular exceto o curso de Medicina. Além disso, será concedido desconto de 50% nas mensalidades ao candidato aprovado por meio desse programa, desde que não acumule outro benefício financeiro conforme normativa institucional.

 

Bolsas

A UPF também integra as instituições que oferecem o Programa Universidade Para Todos (Prouni). O programa é dirigido aos estudantes com renda per capita familiar máxima de três salários mínimos (para bolsas de 50%) ou de 1,5 salário mínimo (para bolsas de 100%), egressos do Ensino Médio da rede pública ou da rede particular, nesse caso, desde que na condição de bolsistas integrais. Além disso, a Universidade também possibilita o programa Bolsa Auxílio 25%, que prevê gratuita de 25% para os alunos aprovados nos cursos de Enfermagem (B) e de Ciência da Computação (B).

A UPF também oferece a Bolsa FUPF que concede gratuidade de 50% para os cursos de Ciências Biológicas (L); Educação Física (L); História (L); Letras – Português e Inglês (L); e Pedagogia (L).

 

Financiamentos

Promucred – O Programa Municipal de Crédito (Promucred) é oferecido por prefeituras conveniadas com a UPF. Apresenta legislação e normas específicas, sendo administrado pelos próprios municípios.

PAE/UPF – O Plano de Apoio Estudantil UPF (PAE/UPF) é regido por edital próprio e concede 50% de beneficio estudantil quando a renda familiar bruta for igual ou inferior a 15 salários mínimos e a renda per capita do grupo familiar for de até  3,5 salários mínimos.

PEC – O Programa Emergencial de Crédito (PEC) é um programa próprio da instituição de benefício estudantil, regido por edital específico e de fluxo contínuo.

 

Cursos

Conheça os cursos com inscrições abertas no Vestibular de Inverno 2019 da UPF:

Licenciatura

Ciências Biológicas (L)

Educação Física (L)

História (L)

Letras – Português e Inglês (L)

Pedagogia (L)

 

Saúde

Enfermagem

Medicina

Odontologia

Psicologia

Estética e Cosmética

 

Comunicação

Design Gráfico

Jornalismo

Publicidade e Propaganda

 

Engenharia, Arquitetura e Exatas

Ciência da Computação

Arquitetura e Urbanismo

Engenharia Civil

Engenharia Elétrica

Engenharia Mecânica

 

Ciências Agrárias

Agronomia

Medicina Veterinária

 

Ciências Sociais Aplicadas

Administração

Ciências Contábeis

Direito

 

Informações: Todas as informações relativas ao processo seletivo podem ser obtidas no edital, disponível em vestibular.upf.br

Bolsas e programas de crédito ofertados aos ingressantes também podem ser consultadas no site. Dúvidas podem ser esclarecidas pelo Disque Vestibular 0800 701 8220 ou pelo e-mail informações@upf.br

Uma história, um caminho, uma nova marca

Ao longo dos seus 50 anos, a Universidade de Passo Fundo foi capaz de reinventar-se e adaptar-se. Seja no ensino, na pesquisa, na extensão e na inovação, todas as décadas vividas trouxeram experiências, aprendizados, melhorias e crescimentos. Para celebrar todas essas transformações e dar uma nova cara à instituição, a equipe do Núcleo Experimental de Publicidade e Propaganda (NEXPP) apresenta à comunidade acadêmica e regional a nova marca UPF.

Construída a partir das primeiras concepções do logotipo, a marca nova trouxe desafios para a equipe. De acordo com o responsável pelo reposicionamento, professor Luis Hofmann, o estudo foi realizado ao longo de alguns anos e, no aniversário de 50 anos da Universidade o desafio foi lançado. “Já fazia algum tempo que a marca vinha sendo estudada, visando a atualização e o reposicionamento. Tínhamos a noção de que novas tecnologias foram surgindo e a marca estava defasada em relação ao contexto institucional”, explica.

A transformação de forma gradativa foi um dos cuidados tidos pelo grupo. De acordo com Hofmann, a ideia foi de apresentar, a partir da logomarca dos 50 anos, promover uma mudança suave, utilizando referências históricas e atuais. “Voltamos à identidade de 1968, mas com a formação de 1996 e as cores dos 50 anos. A letra parte do verde, que é a cor do campus, perpassando, na escala cromática, até chegar ao vermelho, que também integra a cor institucional. Nossa ideia com as cores foi contemplar o que vemos na própria Universidade: a diversidade de cores, pessoas da paisagem”, frisou.

 

Transformação consciente

O grande objetivo da nova marca é transmitir a modernização e a transformação da própria universidade. Utilizando os triângulos do logotipo atual, mantendo a identidade do logo atual, e em uma transição de triângulos formando a letra “U”, referência à 1968, se consolidou o novo formato. Já as cores do verde UPF para o vermelho dos triângulos, formam uma transição de cores remetendo à identidade atual do campus.

Longe de ser apenas uma simples plástica na identificação visual, a ideia da transformação foi uma estratégia global da marca, de produtos ou serviços. Para Hofmann, a importância de mudar não é só querer mudar. “Há algum tempo se dizia que o modelo das empresas deveria mudar a cada cinco anos. Não é exagero afirmar que esse prazo já foi reduzido para três anos hoje em dia. Como você faz, o que você faz e o que você oferece devem estar sempre em evolução. Assim, o primeiro passo é estar aberto para mudanças ou ajustes na forma como faz negócios e se relaciona com o mercado, além de se preparar para o surgimento de novas oportunidades”, pontuou.

 

 

 

 

Deixe uma resposta

Digite seu comentário
Por favor, informe seu nome