Viveiros Spezia promove capacitação sobre o cultivo na noz pecan

344
Participação dos produtores superou expectativa

Profissionais da Universidade Federal de Santa Maria e da Universidade Federal de Pelotas ministraram o curso para 52 produtores

O Viveiros Spezia promoveu na sexta-feira à noite e no sábado, durante todo o dia, o primeiro curso completo em Anta Gorda sobre o cultivo da noz pecan, abordando as dez técnicas para ter alta produtividade e para produção anual sem alternância; técnicas para que a nogueira produza frutos já a partir do terceiro ano; técnicas de plantio, adubação, poda, polinização, irrigação, fertirrigação, análise folhar, controle de doenças, colheita, limpeza, descasque comercialização, e apresentação de novas variedades de nogueira.
A capacitação, ministrada pelo professor da Universidade Federal de Santa Maria Diniz Fronza e pelo doutorando da Universidade Federal de Pelotas Rudinei de Marco, teve aulas teóricas e aulas práticas realizadas na propriedade da família Galon.
As expectativas não só foram superadas pelos participantes que tiveram inúmeros esclarecimentos sobre a produção, como também pelos ministrantes que se surpreenderam com o número de presentes e sua interação. “A participação foi muito boa. Tínhamos 30 vagas ofertadas e participaram 52 produtores, os quais interagiram intensamente, com a intensão de melhorar a sua propriedade, de produzir nozes com maior qualidade, baixo custo e maior renda”, salientou o professor Diniz Fronza. Além de produtores da região, a capacitação contou com a presença de produtores de todo o estado, Santa Catarina e Paraná. “Na verdade, foi um fórum onde todos se conheceram, trocaram ideias e experiências e ainda ficaram informados de como funciona o plantio em outros países”, acrescentou Fronza.
O profissional elogiou a atuação do Viveiros Spezia. “O Viveiros Spezia busca fazer matrizes com qualidade para que as mudas cheguem no produtor e no terceiro ano já comecem a dar frutos. Um viveiro de qualidade é importante para produzir nozes de qualidade e para que o produtor tenha sucesso no empreendimento”, elogia Fronza.
Um dos proprietários do Viveiros Spezia, Elmir Lamperti destacou que a capacitação era uma demanda antiga dos produtores. “Nós percebemos que era necessária uma formação para produtores da região que muitas vezes não sabiam como lidar com uma nogueira. A participação foi muito boa e dependendo da procura no ano que vem realizaremos outra capacitação, afinal, não queremos, enquanto viveiro, apenas comercializar mudas, mas sim auxiliar no conhecimento dos produtores, dar a assistência necessária a eles desde a implantação do pomar, medição, poda e o que mais for necessário até o sétimo ano de produção. Ainda, muitas vezes compramos seus produtos para revender a terceiros”, pontua.

Sócios do Viveiros Spezias juntamente com o professor Diniz Fronza e o doutorando Rudinei de Marco

Deixe uma resposta

Digite seu comentário
Por favor, informe seu nome