Essa matéria é exclusiva para assinantes do jornal digital.

Já sou assinante do jornal digital!

InícioDestaqueDoze produtores aderem a projeto de leite

Doze produtores aderem a projeto de leite

Está em andamento no município de Ilópolis uma parceria com o Sebrae para a capacitação e orientação técnica para produtores de leite.

O secretário de Agricultura Jurandir José Marques explica o projeto. “Há alguns meses firmamos a parceria com o Sebrae, e na oportunidade abrimos inscrições para todos os produtores de leite que quisessem participar do curso. Doze produtores fizeram a sua inscrição.  Esses produtores de leite vão receber a visita de profissionais do Sebrae e do Senar, como zootecnista, veterinários, engenheiros agrônomos e técnicos agrícolas dentro de suas propriedades durante três anos, 36 meses com possibilidade de prorrogação por um ano, tudo gratuitamente”.

Marques afirma que esse projeto vai englobar toda a família. “Os profissionais estarão na propriedade para trocar ideias com o produtor, com a família rural. É um projeto para trabalhar com a família, com o homem, com a mulher, com o jovem. Para que eles possam trocar a forma que eles estão trabalhando hoje. Essas pessoas que vêm de fora, enxergando a propriedade podem contribuir para que possamos fazer melhorias na alimentação desses animais, no manejo e principalmente na produção”.

Ele completa: “Todo esse processo vai resultar numa melhor qualidade de vida e num aumento de produção e de renda para a família. Então, este projeto está em andamento, nós estamos com uma zootecnista já no município, essa semana ela está trabalhando a semana toda visitando os produtores”.

Oportunidade de adquirir conhecimento

Para o secretário essa é uma oportunidade de crescimento para os produtores. “Eu entendo que é o momento e a hora de todos nossos produtores, além de se beneficiar e buscar incentivos da Administração ou do Poder Público em insumos para sua posição, também usufruir destes profissionais que estamos colocando à disposição da comunidade para agregar, ou aumentar os conhecimentos científicos e técnicos para a atividade relacionada com o seu setor produtivo”.

Ele finaliza: “A grande proposta nossa a partir de 2022 ou 2023 é de que para que o produtor receba incentivos da Secretaria de Agricultura ele participe de algum curso de aperfeiçoamento e qualificação da propriedade rural. Queremos ver o crescimento da Agricultura no município, com conhecimento técnico, porque é importante nós oferecermos o calcário e os serviços, mas é importante vermos o crescimento desta agricultura, com maior conhecimento técnico.

Parceria com o Sebrae

Os profissionais do Senar já estão trabalhando com os produtores, a zootecnista formada pela Ufrgs e pós-graduanda em pecuária leiteira pela Rehagro, Catarine Basso, conta como surgiu e os objetivos do programa. “Estamos trabalhando aqui em Ilópolis com o Programa de Produção Integrada em Sistemas Agropecuários (Pisa), que é um projeto que acontece em todo o Estado do Rio Grande do Sul e Santa Catariana e Paraná. O programa é uma iniciativa da Ufrgs,  da Universidade Federal do Paraná e do Ministério da Agricultura, e está sendo executado via Sebrae. O Pisa tem como objetivo a produção sustentável dos sistemas agropecuários., trabalhamos dentro da propriedade para que os produtores tenham essa visão de sustentabilidade, de preservação dos recursos naturais existentes sem deixar de entregar um alimento seguro e competitivo para o mercado”.

E explica como o programa é desenvolvido em Ilópolis. “ O projeto é desenvolvido por meio de visitas técnicas aos produtores, são seis visitas durante o ano com orientações técnicas para eles, o Pisa alguns pilares que trabalhamos com os produtores como,  o plantio direto, adubação dos sistemas, pastoreio rotativo que consiste em trabalhar com uma altura ideal de pastagem, cada espécie tem a sua altura ideal e nós preconizamos que o animal coma dentro dessa altura, assim ele gera um alimento de melhor qualidade e maior quantidade, isso traz um retorno produtivo para a propriedade. Este é um projeto que busca levar conhecimento ao produtor de como trabalhar com manejo e custos”.

E completa. “Além disso tem um viés social, de olhar para a família, diminuição da mão de obra, a sucessão familiar, e o bem-estar da família”.

Catarine afirma que os produtores de Ilópolis já possuem uma boa estrutura. “A cadeia produtiva do leite aqui no município já vem se desenvolvendo bem, precisa apenas de ajustes no manejo e fazer o acompanhamento da utilização dos pilares do programa, isso só vem a somar e melhorar o dia a dia dos produtores”.

Deixe uma resposta

Digite seu comentário
Por favor, informe seu nome

SIGA-NOS

42,064FãsCurtir
11,807SeguidoresSeguir
1,140InscritosInscrever

ÚLTIMAS

error: Alerta: Conteúdo protegido contra cópia. Utilize nossos botões de compartilhar.