Programa A União Faz a Vida constitui seu primeiro Grupo de Estudos sobre Metodologias Ativas

46

PUFV é fomentado na região pela Sicredi Botucaraí RS/MG

O Programa A União Faz a Vida (PUFV), principal iniciativa social da Sicredi Botucaraí RS/MG, deu início ao seu primeiro grupo de estudos neste mês de abril. Com a temática central norteada nas Metodologias Ativas aplicadas à Educação, o grupo é composto por professores indicados pelos gestores escolares municipais – Secretarias de Educação e Coordenadores de Escolas –, que aderiram voluntariamente à formação.

Este projeto estava sendo planejado desde 2019. Mas, com a chegada do trabalho remoto em 2020, devido à pandemia, foi necessário aprimorar a concretização do grupo de estudos, que tem por intuito oportunizar espaços para que educadores possam conectar saberes  com foco na experimentação, buscando aprendizagens baseadas nas metodologias ativas e potencializando a relação de ensino e aprendizagem.

O grupo de estudos, chamado de “Nas Trilhas das Metodologias Ativas”, está organizado num formato gamificado onde, a cada encontro, serão trabalhadas metodologias ativas de ensino diferentes. Além disso, os integrantes serão incentivados a estudar materiais e serão responsáveis por disseminar a aprendizagem entre seus pares nas escolas.

De acordo com a assessora pedagógica da Logos Consultoria, Mara Graziela Schiefelbein Gomes, a indicação dos professores que fazem parte desse grupo foi feita por parte das Secretarias de Educação e dos Coordenadores das escolas dos oito municípios que fazem parte do PUFV na região. “As indicações foram baseadas em alguns critérios, como: estar em sala de aula do Ensino Fundamental, ser acreditador, leitor, estudante, comunicador, inovador, multiplicador, ter uma voz ativa na sua escola e ter um espírito de coletividade”, explica a assessora pedagógica.

A professora Luciana Signor

O Programa A União Faz a Vida (PUFV), principal iniciativa social da Sicredi Botucaraí RS/MG, deu início ao seu primeiro grupo de estudos neste mês de abril. Com a temática central norteada nas Metodologias Ativas aplicadas à Educação, o grupo é composto por professores indicados pelos gestores escolares municipais – Secretarias de Educação e Coordenadores de Escolas –, que aderiram voluntariamente à formação.

Este projeto estava sendo planejado desde 2019. Mas, com a chegada do trabalho remoto em 2020, devido à pandemia, foi necessário aprimorar a concretização do grupo de estudos, que tem por intuito oportunizar espaços para que educadores possam conectar saberes  com foco na experimentação, buscando aprendizagens baseadas nas metodologias ativas e potencializando a relação de ensino e aprendizagem.

O grupo de estudos, chamado de “Nas Trilhas das Metodologias Ativas”, está organizado num formato gamificado onde, a cada encontro, serão trabalhadas metodologias ativas de ensino diferentes. Além disso, os integrantes serão incentivados a estudar materiais e serão responsáveis por disseminar a aprendizagem entre seus pares nas escolas.

De acordo com a assessora pedagógica da Logos Consultoria, Mara Graziela Schiefelbein Gomes, a indicação dos professores que fazem parte desse grupo foi feita por parte das Secretarias de Educação e dos Coordenadores das escolas dos oito municípios que fazem parte do PUFV na região. “As indicações foram baseadas em alguns critérios, como: estar em sala de aula do Ensino Fundamental, ser acreditador, leitor, estudante, comunicador, inovador, multiplicador, ter uma voz ativa na sua escola e ter um espírito de coletividade”, explica a assessora pedagógica.

A professora Luciana Signor, do município de Mormaço, é participante do grupo de estudos. Para ela, as metodologias ativas dão significado às aulas, pois o aluno é incentivado a agir e interagir mais com o professor. “Representa o fazer e o saber onde o estudante sente-se parte do ambiente escolar atuando como um protagonista e o professor como um mediador, tornando o aprendizado bem mais efetivo”, opina Luciana.

O presidente da Sicredi Botucaraí RS/MG, Carlos Rogério Matuella, ao dar sua mensagem no início da formação, ressaltou: “Queremos parabenizar vocês por estarem à frente da Educação, ainda mais neste período tão desafiador que a pandemia está cansando. E que nunca nos esqueçamos que, para inventar a vacina e para salvar vidas, todos tiveram que sentar num banco de escola. Recebam nossos sinceros reconhecimentos”., do município de Mormaço, é participante do grupo de estudos. Para ela, as metodologias ativas dão significado às aulas, pois o aluno é incentivado a agir e interagir mais com o professor. “Representa o fazer e o saber onde o estudante sente-se parte do ambiente escolar atuando como um protagonista e o professor como um mediador, tornando o aprendizado bem mais efetivo”, opina Luciana.

O presidente da Sicredi Botucaraí RS/MG, Carlos Rogério Matuella, ao dar sua mensagem no início da formação, ressaltou: “Queremos parabenizar vocês por estarem à frente da Educação, ainda mais neste período tão desafiador que a pandemia está cansando. E que nunca nos esqueçamos que, para inventar a vacina e para salvar vidas, todos tiveram que sentar num banco de escola. Recebam nossos sinceros reconhecimentos”.


Deixe uma resposta

Digite seu comentário
Por favor, informe seu nome