InícioDestaqueLinha Zanella encerra ciclo de celebração em honra a Santo Antônio

Linha Zanella encerra ciclo de celebração em honra a Santo Antônio

Dando continuidade a uma tradição que já perdura há anos, a comunidade de Linha Zanella, em Doutor Ricardo, findou na tarde da segunda-feira, 13, com uma missa, o ciclo de celebração em honra a Santo Antônio, o qual teve início no dia 1º de junho, no capitel local, que é centenário.

Um dos fiéis, Alvimar Tremea, dá mais detalhes. “O capitel tem mais de cem anos, surgindo na colonização italiana que ocorreu por volta de 1910. Depois, iniciou-se essa tradição onde nas 13 noites que antecediam o Dia de Santo Antônio um grupo de fiéis se reunia para rezar o terço e também realizar um filó, sempre no capitel. Na época se juntavam cerca de cem pessoas para esse ato. Éramos crianças e lembramos muito bem”, disse.

Outro fiel, Anacleto Rossini, também explanou sobre a tradição, que segue até os dias atuais. “Fazíamos esse ritual de 13 dias, geralmente na parte da noite, porém, poucos estavam participando. Então, surgiu a ideia de fazermos as orações de dia, e foi um sucesso, triplicou o número de pessoas”, comemora. Além dos 13 dias consecutivos de oração a Santo Antônio no mês de junho, todos os meses, sempre no dia 13, a comunidade se reúne para louvar o padroeiro.

- Advertisement -

A celebração da missa, na tarde da segunda-feira, foi realizada pelo padre Alberto Tremea, ocasião em que também houve a benção e partilha do pão. Na oportunidade o religioso explanou sobre a história de Santo Antônio e destacou: “Quando os italianos vieram para cá, trouxeram consigo a devoção à Nossa Senhora do Caravaggio e Santo Antônio que é o santo do povo, o santo simples, aquele que andou por toda a região Norte da Itália pregando com muito vigor a palavra de Deus. Hoje, os mais de 30 capiteis existentes no município são dedicados a ele”, salientou.

 

Pavimentação e reforma do capitel

De acordo com Alvimar Tremea, até o final do mês devem ser feitas as marcações para início da obra de pavimentação daquele trecho onde o capitel está inserido. “Também teremos que recuar e restaurar o capitel, pois as tábuas colocadas há 15 anos, já estão podres. Teremos que fazer uma base de concreto embaixo dos pilares para afastar um pouco a umidade”, pontuou. “Considero isso muito importante, pois com a pavimentação e como nas proximidades existe a Gruta Ferronato, deve atrair ainda mais turistas para esse local religioso, onde muitos podem elevar a fé”, citou.

Deixe uma resposta

Digite seu comentário
Por favor, informe seu nome

SIGA-NOS

42,064FãsCurtir
11,807SeguidoresSeguir
1,140InscritosInscrever

ÚLTIMAS

error: Alerta: Conteúdo protegido contra cópia. Utilize nossos botões de compartilhar.