Mulher envolvida em acidente tem a prisão decretada

9832

Se sobreviver a mulher que gravou um vídeo com a filha, afirmando que iriam se matar e pedindo para que a filha se despedisse do pai, será presa e acusada por tentativa de homicídio contra a própria filha.

Na tarde de segunda-feira, 17, a mulher ferida gravemente no acidente da BR 386 envolvendo uma carreta de Anta Gorda teve a prisão decretada. A delegada Shana Luft Hartz, de Lajeado, diz que, por mais que o estado de saúde da mulher seja crítico, o mandado de prisão já foi emitido. A mulher será indiciada pelo crime de tentativa de homicídio da filha, de apenas dois anos, que estava no veículo durante o acidente.

Valdemar Dutra, de 42 anos, morador de Anta Gorda é o motorista da carreta envolvida no acidente. Ele trafegava com a carreta carregada com trator de esteira pela BR 386, quando avistou de longe o Fiat uno dirigido pela mulher que ao mesmo tempo em que dirigia filmava tudo com o celular próximo ao para-brisa.

Segundo Dutra, atrás dela vinha um casal, que acabou se envolvendo também. De acordo com ele, a mulher bateu na carreta e depois no casal, que logo saiu às pressas prestar socorro, já que a criança parecia bem, apesar dos ferimentos, medo e estado de choque. “Eu me apavorei quando vi aquela criança nos apuros daquele jeito, só queria ajudar”, conta Dutra, que está muito abalado com toda a situação. “Na noite passada não consegui dormir, fechava os olhos e via a cena, aquele carro invadindo a pista e vindo para entrar debaixo da carreta, fiz tudo o que esteve ao meu alcance para tirar, sai para o acostamento, ela ainda bateu no pneu da carreta e no rebote, voltou e bateu no carro do casal que vinha atrás”, relatou.

A carreta que pertence a uma empresa de terraplanagem de Anta Gorda, estava carregada com uma retroescavadeira que pesa mais de 10 toneladas e era conduzida por Valdemar, que já é motorista há mais de 15 anos. Ele conta que, em todo esse tempo de estrada, já sofreu acidentes, porém que é a primeira vez que presenciou algo tão grave e cruel.

Antes do acidente, a mulher gravou um vídeo que está circulando nas redes sociais, onde ela diz que irão se matar e para a criança, visivelmente perturbada e com medo ela pede para a criança se despedir do pai. O vídeo não será divulgado para preservar a imagem da criança, conforme o ECA.

A criança foi retirada do veículo com ferimentos leves e já está com um familiar. A mulher foi transferida para o Hospital de Pronto-Socorro de Canoas por conta de seu estado crítico e é aguardada pela polícia para dar sequência às investigações. Os motoristas envolvidos no acidente não tiveram ferimentos

Deixe uma resposta

Digite seu comentário
Por favor, informe seu nome