InícioDestaquePainel Estatístico é nova ferramenta para transparência em gestão de pessoas no...

Painel Estatístico é nova ferramenta para transparência em gestão de pessoas no governo do RS

O governo lançou, nesta quarta-feira, 29 de junho, o Painel Estatístico de Pessoal (PEP), uma ferramenta pública para visualização dos dados de gestão de pessoas da administração direta, fundações e autarquias do Estado. A apresentação ocorreu em um evento realizado no Palácio Piratini.
O PEP é alimentado pelo data lake (repositório utilizado para armazenar dados estruturados e não estruturados) central do Rio Grande do Sul, em parceria com a Procergs e com o Tesouro, e permite consulta e emissão de relatórios detalhados de temas como número de servidores por órgãos, cargos e salários e distribuição de pessoas. A iniciativa, que faz parte da Política de Gestão de Pessoas, contempla a estratégia de governo digital e representa uma ferramenta de transparência ativa.
O governador Ranolfo Vieira Júnior disse que a gestão e o desenvolvimento de pessoas são fatores fundamentais dentro do serviço público. “Isso se reflete nos resultados e nas entregas que são feitas para a sociedade. Fico muito satisfeito de poder constatar que também nessa área evoluímos muito. Essa ferramenta é um verdadeiro salto que estamos dando por uma questão muito importante e demandada pelo cidadão, que é a transparência”, afirmou.
O secretário de Planejamento, Governança e Gestão, Claudio Gastal, destacou que o painel representa uma simplificação da oferta de informações, facilitando a compreensão dos dados. “A ferramenta também permite uma visão global da situação de pessoal do governo e irá contribuir com o desenvolvimento de políticas públicas para os servidores, com um olhar para o que temos de mais importante, que são as nossas equipes. Somos o primeiro Estado com uma política de gestão de pessoas institucionalizada”, observou.
No evento, a subsecretária de Gestão e Desenvolvimento de Pessoas, Iracema Castelo Branco, apresentou o painel que pode ser acessado por qualquer cidadão por meio do site da Subsecretaria de Gestão e Desenvolvimento de Pessoas do RS (Sugep). O painel é composto por seis seções: perfil, vínculo profissional, remuneração, carreira, cargos comissionados/funções gratificadas e distribuição espacial. Conforme Iracema, o PEP conta com informações desde 2006, sendo possível observar a evolução, a segmentação e particularidades de cada órgão. “Política pública é feita por pessoas e por isso precisamos ter um olhar humanizado e estratégico para desenvolver talentos, uma visão sistêmica que busque a geração de valor público e melhore as entregas para a sociedade”, disse.
Política de Gestão de Pessoas
O decreto que institui a Política de Gestão e Desenvolvimento de Pessoas da Administração Pública do Rio Grande do Sul (PGDP) foi publicado em 30 de março. Trata-se do cumprimento de uma meta de governo, com foco na construção de melhores modelos e práticas que reconheçam os servidores como fundamentais para geração de valor aos cidadãos.
A PGPD tem como instrumentos a matriz de competências e os direcionadores de cultura organizacional, além de pesquisa de clima e relatórios de gestão de pessoas.

* Fonte Secon

Deixe uma resposta

Digite seu comentário
Por favor, informe seu nome

SIGA-NOS

42,064FãsCurtir
11,807SeguidoresSeguir
1,140InscritosInscrever

ÚLTIMAS

error: Alerta: Conteúdo protegido contra cópia. Utilize nossos botões de compartilhar.