Passadas duas semanas, caso Potrich ainda é um mistério

1227
Delegado Guilherme Pacífico é o responsável pela investigação

A polícia não tem informações sobre o paradeiro do bancário Jacir Potrich, sumido na terça-feira, 13. O delegado que investiga o caso, Guilherme Pacífico, conta que, desde a denúncia do desaparecimento, as forças policiais têm trabalhado em diferentes linhas de investigação. “Os trabalhos continuam, mas ainda não tivemos nenhuma prova de vida, tampouco a família recebeu algum tipo de extorsão, como pedido de resgate”, conta.

Pacífico destaca que não houve informações consistentes, que pudessem elucidar o caso, após a divulgação de um número alternativo com recompensa de R$ 50 mil para quem desse notícias concretas, que levassem até Potrich. “A gente segue divulgando o telefone 181, que é o disque-denúncias, garantindo sigilo e anonimato”, reforça.

Reforça que as possibilidades estão sendo averiguadas até a exaustão. “Cada momento temos um direcionamento, alguns enfraquecem e outros se mantêm robustos e, assim, estamos trabalhando”, acrescenta. Nenhuma possibilidade é descartada pela polícia.

Deixe uma resposta

Digite seu comentário
Por favor, informe seu nome