InícioDestaquePrimeira Romaria dos PcD está prevista para maio

Primeira Romaria dos PcD está prevista para maio

O trajeto reunirá religiosidade, paixão pela caminhada e luta por visibilidade às Pessoas com Deficiências (PcD).

A Primeira Romaria das Pessoas com Deficiências está prevista para acontecer no dia 15 de maio e a programação está sendo organizada pelos casais Antônio Carlos Potrich e esposa Ilma Neumann Potrich, e Gilberto Adami (vice-presidente da Associação dos Amigos do Caminho de Santiago de Compostela do Estado do Rio Grande do Sul – Acasargs) e a esposa Maria Ester Adami.

Ilma, que é romeira e já percorreu vários trajetos em solo brasileiro e também na Espanha (Caminho de Santiago de Compostela), revela como surgiu a iniciativa do evento. “Nós estivemos no Encontro Nacional de Peregrinos (ENAP), em Aracaju, no mês de novembro. Lá, o Antônio e o Gilberto deram a ideia de fazermos o Caminho de Caravaggio, que é bem extenso, com cerca de 200 quilômetros. Por fim, decidimos fazer só um trecho, que vai da entrada de Caravaggio até a entrada de Farroupilha. Para nós, será uma surpresa tanto o número de participantes, quanto as limitações de cada um”, conta ela.

- Advertisement -

De acordo com Ilma, escolas que acolhem pessoas com deficiências visuais, auditivas, físicas e outras, foram visitadas com o intuito divulgar a ideia da caminhada. “Serão duas propostas trazidas aos peregrinos, tanto os que caminham com a finalidade de chegar a um santuário, uma igreja ou uma catedral, quanto aqueles que caminham por prazer. Cada um tem a sua particularidade, mas algo que percebemos é que esses peregrinos natos têm uma religiosidade que é de surpreender”, disse.

Ela enfatiza o objetivo maior da romaria: “Queremos dar visibilidade e proporcionar uma maior valorização às PcD, que é um grupo que muito se fala, mas quase não aparece. Além disso, ao final da nossa caminhada vai ter uma Benção Ecumênica”, revela Ilma, salientando que os patrocínios ainda estão sendo acertados. “Queremos ver se conseguimos fazer camisetas personalizadas, aí abriremos as inscrições para quem desejar participar”, frisa.

O esposo de Ilma, Antônio, que é cadeirante e pertence ao grupo das PcD, explana sobre a importância da romaria. “Temos o apoio das prefeituras de Caxias do Sul e de Farroupilha para a questão de segurança e de emergência médica. Uns vão percorrer o trajeto de cadeira de rodas, outros a pé, mas independente disso queremos oportunizar a todos que essa caminhada seja possível. Que Nossa Senhora continue nos abençoando”, pontuou.

Ele segue: “Sabemos que há a Romaria de Caravaggio com dois dias de festa e que reúne milhares de pessoas, sendo muitos deles PcD, mas eles estão lá, no meio da multidão, e muitas vezes não são vistos. Agora, terão a oportunidade de uma benção especial, vão poder refletir sobre suas vidas e ver que há outras pessoas enfrentando as mesmas dificuldades, ou até maiores, mas que estão lá participando”, encerrou.

Em breve serão divulgadas mais informações quanto às inscrições para participação na romaria.

Deixe uma resposta

Digite seu comentário
Por favor, informe seu nome

SIGA-NOS

42,064FãsCurtir
11,807SeguidoresSeguir
1,140InscritosInscrever

ÚLTIMAS

error: Alerta: Conteúdo protegido contra cópia. Utilize nossos botões de compartilhar.