Essa matéria é exclusiva para assinantes.

Já sou assinante!

InícioDestaqueCGH Pedra Branca receberá investimento de mais de R$ 38 milhões

CGH Pedra Branca receberá investimento de mais de R$ 38 milhões

Projeto oriundo da Cerfox aguarda aprovação da Fepam para sair do papel

Está prestes a se tornar realidade o início da construção da Central Geradora Hidrelétrica (CGH) Pedra Branca, projetada para ser construída no Rio Forqueta, divisa entre os municípios de Arvorezinha e Fontoura Xavier.

O projeto é ousado e deve chegar à casa dos R$ 38,6 milhões, de acordo com o presidente da Cerfox, Diogenes Laste. “Para nós da cooperativa é um momento de muita alegria, por isso queremos dizer aos nossos associados que passou o tempo do projeto no papel, agora vamos para a prática”, salientou.

O projeto já foi protocolado na Fundação Estadual de Proteção Ambiental (Fepam), para que em breve seja liberada a construção. Para tanto, a Cerfox tem buscado parcerias com instituições bancárias, cooperativas e empresas particulares, já que se trata de uma obra de alto valor. Em breve deverá ser realizada uma assembleia para colocar em votação a construção.

“É sim um investimento muito grande em termos de cooperativa, mas temos uma grande parceria com as cooperativas do Sicredi Botucaraí e Região dos Vales, e outras entidades financeiras também estão nos oferecendo recursos. O investimento vai ter que passar por assembleia, ser aprovado, e após buscaremos amparos legais, tendo em vista a proporção do valor”, explica Laste. “Mas estamos com os pés no chão, mostrando transparência para o associado, tranquilos e agradecidos a Deus, pois trata-se de um projeto que há anos vinha sendo desenvolvido por uma empresa. Cobramos agilidade e em seis meses conseguimos uma empresa que o elaborasse dentro das conformidades da Fepam. A Cerfox está de parabéns”, frisou.

A CGH Pedra Branca trata-se de uma usina de médio porte, com capacidade de 4.1 megas. “Esse acontecimento para a cooperativa, para a família Cerfox, é um marco muito grande. Com a tecnologia avançando dia após dia, nós estávamos parados, mas agora conseguimos visualizar um futuro promissor, já que além desta usina, outras já estão previstas para serem construídas”, revelou Laste. Atualmente a Cerfox dispõe de duas usinas de energia, a do Fão e a Taipinha, ambas localizadas em Soledade e que até então eram administradas e operadas localmente, mas em razão da mão de obra e manutenção foram terceirizadas.

O vice-presidente da Cerfox, Darli Landim, também explanou sobre a construção da CGH Pedra Branca. “Nos sentimos muito felizes. Tivemos que tomar algumas atitudes dentro da Cerfox, deixando uma empresa de Santa Cruz do Sul que vinha há dez anos prestando serviços para a concessionária, pois em todos esses anos não havia liberado uma barragem, para assim podermos trabalhar, investir. Contratamos então uma empresa de Panambi e conseguimos nesse curto prazo protocolar o projeto básico e hídrico da usina na Fepam. Devido à falta de energia no país, acredito que a fundação vai dar velocidade nessa avaliação e aprovar esse projeto. Essa é nossa expectativa. O investimento é bastante alto, mas a cooperativa tem capacidade de construir essa usina e coloca-la em funcionamento”, salientou.

Além da geração de energia, ele comenta sobre outros benefícios que a CGH Pedra Branca proporcionará, principalmente à Arvorezinha, onde estará inserida. “Vai gerar renda, Arvorezinha receberá mais recursos para a saúde, mais acesso, contribuirá com o turismo, enfim, vai agregar muito para a região toda, em todas as áreas”, finalizou.

Conselho de Administração aguarda a aprovação do projeto

Deixe uma resposta

Digite seu comentário
Por favor, informe seu nome

SIGA-NOS

42,064FãsCurtir
11,807SeguidoresSeguir
1,140InscritosInscrever

ÚLTIMAS

error: Alerta: Conteúdo protegido contra cópia. Utilize nossos botões de compartilhar.