Essa matéria é exclusiva para assinantes do jornal digital.

Já sou assinante do jornal digital!

InícioDestaqueConhecidos os candidatos à presidência da Cerfox

Conhecidos os candidatos à presidência da Cerfox

Chapa 1, liderada por Diógenes Laste, disputa a presidência com a Chapa 2, liderada pelo empresário e agricultor Ênio Comunello

Foram divulgados na última sexta-feira, 03 de setembro, os editais para a eleição da Cerfox – Cooperativa de Distribuição de Energia Fontoura Xavier e da Cerfox – Cooperativa de Geração e Desenvolvimento Fontoura Xavier.

Chama a atenção que o prefeito de Barros Cassal, Adão Reginei dos Santos Camargo, o Neizinho, e o empresário Vanderlei Matiello, que eram candidatos à presidente e vice-presidente, não fazem mais parte da Chapa 2.

De acordo com o advogado Manir Zeni, a substituição dos nomes se deu por conta de cláusulas do novo estatuto. “A Chapa 2 mudou totalmente, pois pelo estatuto novo não há possibilidade de todos os associados concorrerem, pois só pode concorrer quem nos últimos dez anos foi delegado ou membro do conselho fiscal ou administrativo da Cerfox. Então foi montada uma outra chapa apenas com pessoas que reúnem essa condição”, diz.

Os candidatos

A Chapa 1 manteve os seus candidatos, sendo que é liderada pelo atual presidente Diógenes Laste, tendo como vice-presidente Darli dos Santos Landin e secretário Deonir Francisco Nhoatto

Já a Chapa 2 mudou totalmente, e o seu candidato à presidente passou a ser o empresário e agricultor Ênio Comunello, vice-presidente Neri Guterres dos Santos e secretário Paulo Henrique Mariani.

A eleição para os conselhos de administração e fiscal das duas cooperativas ocorre no dia 24 de setembro, com votação por meio dos delegados representativos.

 

Continuidade

Presidente da Cerfox e candidato à reeleição, Diógenes Laste, afirma que a sua eleição representará a continuidade do crescimento da cooperativa. “O que vamos fazer é dar continuidade aquilo que já estamos fazendo, dentro do nosso planejamento. Nós mudamos toda a forma de se trabalhar, montamos as equipes, montamos a forma de planejar e de executar as obras. Então, com isso aí foi dado um realce muito grande no que tange a obras”.

Ele salienta: “Nós temos a questão da melhoria de energia, hoje não se faz nada sem ter energia de qualidade. E temos como objetivo principal das reformas atender o nosso associado e fornecer energia de qualidade. Não é simplesmente fornecer energia. Nos últimos anos a demanda de energia aumentou, triplicou o consumo, então tendo em vista tudo isso, dentro do nosso planejamento para os próximos quatro anos, melhorar a nossa geração e distribuição é prioridade”.

Laste afirma que o projeto da Usina da Pedra Branca pode melhorar muito a geração de energia da Cerfox. “Já temos o projeto pronto e esperando a liberação da Fepam para captarmos recursos e construir. Em condições ideais poderemos produzir quatro vezes mais do que as usinas que temos hoje. Também estamos melhorando a nossa rede aqui em Fontoura Xavier, e em parceria com a RGE também a rede que liga Soledade à Fontoura Xavier será um grande investimento que vai melhor e muito a qualidade da distribuição. É isso que queremos sempre, levar o melhor para os nossos associados”.

O presidente salienta que ainda há possibilidade de construir outras usinas dependendo apenas de projetos e recursos. “Somente no Forqueta temos pelo menos três locais que é possível a construção de usina de geração de energia. Fala-se que perdemos uma área para a Certel mas isso é uma inverdade. As nossas áreas estão a nossa disposição para quando for necessário irmos em busca de projetos e recursos”.

Planejamento

Para o presidente o grande mérito de sua administração é o planejamento, que permitiu um crescimento e um maior lucro. “Penso que o planejamento é fundamental para a saúde financeira de qualquer empreendimento, e foi isso que fizemos aqui na Cerfox. Com planejamento conseguimos economizar e ter poder de investimento, e estamos conseguindo fazer melhorias.

Associados

Desde que o edital de eleição foi lançado no início de 2021 uma polêmica toma conta das discussões que envolvem as eleições, que é o voto por meio dos delegados.

De acordo com Laste ao contrário do que é afirmado o novo estatuto dá mais força ao associado. “Nossos adversários afirmam que tiramos o poder do associado, mas é bem ao contrário. Com os delegados todos os associados terão representatividade na cooperativa, eles serão os nossos olhos os nossos representantes nas comunidades”.

E salienta. “Com os delegados queremos nos aproximar cada vez mais dos associados. Vamos ir em todas as comunidades e ouvir os associados, e serão os delegados que farão essa ponte entre a cooperativa e aos associados e poderão nos trazer as demandas. São mais de 16 mil associados e nem todos conseguem vir até nós, os delegados farão esse contato direto. Todos serão fortalecidos com esse sistema, a prova disso é que praticamente todas as cooperativas adotam esse sistema, não somente a Cerfox. Portanto não tem nada de ilegal é assim que as cooperativas trabalham”.

Quero devolver a cooperativa aos associados

O candidato a presidente pela Chapa 2 , Ênio Comunello, 52 anos, é natural de Fontoura Xavier, mas reside em São José do Herval, ele é agricultor e empresário, com uma empresa em Fontoura Xavier e dois restaurantes em Porto Alegre, que são administrados pela sua família. “Eu sou divorciado e estou em união estável, tenho quatro filhos, trabalho na agricultura, sou sócio de uma empresa que trabalha com lenha. Sei que não sou muito conhecido, mas meu objetivo é mostrar o nosso plano de governo para todos os delegados, e ser uma opção para mudar essa administração atual da qual não concordamos”.

Comunello afirma que faz parte do conselho fiscal da atual administração, mas que por não concordar com decisões decidiu ser candidato. “Pode parecer estranho, mas eu faço parte do conselho. Porém, desde que eles mudaram o estatuto e tiraram o poder de decisão dos sócios eu decidi me afastar, para mim esse é um grande erro. Então fui procurado pela Chapa 2 e a princípio era candidato a conselheiro, mas com o impedimento do antigo candidato aceitei esse desafio”.

O candidato afirma que a primeira atitude, caso eleito, é convocar uma nova assembleia e mudar novamente o estatuto da cooperativa. “Como presidente o primeiro passo é devolver a cooperativa ao associado. Queremos abrir a cooperativa para o associado, pois ele tem que ter vez e tem que ter voz, chegar aqui na cooperativa e ser atendido com devido o respeito. Acho que é o primeiro passo, depois tem muitas outras ideias aí que a gente tem que colocará em prática”.

Quanto ao projeto de construção da usina da Pedra Branca, Comunello afirma que não acredita que sairá do papel. “Há muito tempo ouvimos que será construída uma usina, penso que esse é um projeto eleitoreiro, pois a Cerfox durante toda a existência sempre angaria o fundo para construção de usinas, mas só é comentado, só é lembrado em véspera de eleição e nunca sai do papel”. Ele continua: “Eu gostaria de ver esse projeto sair do papel e se for eleito vamos trabalhar mais a fundo nisso aí, para ver se é possível a gente tornar realidade, que é o que nós precisamos”.

Ainda, segundo ele, é preciso deixar a cooperativa autossustentável. “A cooperativa precisa produzir energia, hoje ela só compra e vende, nós precisamos produzir para quem sabe um dia pensar em ser autossustentável. Queremos ter uma usina para no mínimo empatar a produção e o consumo, só assim poderemos oferecer uma energia mais barata para o nosso associado”.

Outro projeto da Chapa 2 é a mudança da forma de realizar a leitura. “Vemos que muitos associados reclamam do sistema de leitura, em alguns meses ela é feita por média de consumo, isso acarreta em contas mais altas. O que queremos é modernizar essa leitura para que o associado receba a sua fatura na hora da leitura e saiba quando será a próxima”.

Ele finaliza: “Essas são apenas algumas de nossas demandas, em breve vamos apresentar todo o nosso plano de governo, tenham a convicção que podemos melhorar as condições dos nossos associados e devolver a cooperativa aos seus verdadeiros donos”.

 Novo Modelo

O associado da Cerfox Flavio Taffarel afirma que a mudança é necessária e salutar,  por isso o seu apoio é para a Chapa 2. “A Cerfox tem 58 anos e teve apenas quatro ou cinco presidentes, as pessoas se perpetuam no poder. Acredito que já sabemos onde esse modelo de administração pode nos levar, penso que está na hora de pessoas novas assumirem, com um novo modelo de governo. Claro que tem coisas boas, que temos que reconhecer, mas sempre podemos melhorar, e é isso que estamos buscando”.

Taffarel salienta que os associados que apoiam a Chapa 2 não concordam em não poder escolher os membros dos conselhos administrativo e fiscal. “Somos mais de 16 mil sócios, e não temos voz e vez, não decidimos nada, não temos uma ouvidoria onde podemos ir para expor nossas reclamações ou demandas. Creio que temos que ter a cooperativa de volta, esse novo estatuto tirou o poder dos verdadeiros donos da Cerfox”.

Veja as chapas da Cerfox – Cooperativa de Distribuição de Energia Fontoura Xavier e da Cerfox – Cooperativa de Geração e Desenvolvimento Fontoura Xavier.

Nominata Chapa 1

Conselho de administração

  • Presidente – Diógenes Laste
  • Vice-presidente – Darli dos Santos Landin
  • Secretário – Deonir Francisco Nhoatto

Conselheiros

  • Agenor Luís Cestonaro
  • Mauri Zapalai
  • Alceu Capelari
  • Celso Carlos Cenci

Suplentes

  • Carlos Godoy da Rosa
  • João José Bozetti
  • Neri Cato
  • Luiser Machado Soares

Conselho Fiscal

Titulares

  • Avelino Kronhardt
  • Jair Rampanelli
  • Euzébio Borin

Suplentes

  • Valmir dos Santos Borges
  • Roberto Carlos Fedrizzi
  • Fabio Júnior Dall’Agnol Dalponte

 Nominata Chapa 2

Conselho de Administração

  • Presidente – Ênio Comunello
  • Vice-presidente – Neri Guterres dos Santos
  • Secretário – Paulo Henrique Mariani

Conselheiros

  • Sirlei de Fátima dos Santos Amarante
  • Olídio de Oliveira
  • Zaimar Claudiano da Costa
  • Valdir Lando

Suplentes

  • Natalino de Jesus Borba dos Santos
  • Décio Gritti
  • Miguel Padilha
  • Nereu Luiz Schenatto

Conselho Fiscal

Titulares

  • Airton Moraes de Oliveira
  • Moacir Conte
  • Gilmar Queiroz da Trindade

Suplentes

  • Libanor Roman Nicolau
  • Pedro Quevedo Vaz
  • Erni Luiz Pessetto

Candidato pela Chapa 2, Ênio Comunello

Candidato a vice-presidente pela Chapa 2 Neri Guterres dos Santos

Landin é candidato a vice-presidente

Presidente afirma que é importante a continuidade

 

 

Deixe uma resposta

Digite seu comentário
Por favor, informe seu nome

SIGA-NOS

42,064FãsCurtir
11,807SeguidoresSeguir
1,140InscritosInscrever

ÚLTIMAS

error: Alerta: Conteúdo protegido contra cópia. Utilize nossos botões de compartilhar.