Essa matéria é exclusiva para assinantes do jornal digital.

Já sou assinante do jornal digital!

InícioMunicípiosCamargoDistrito do Paraíso está bem representado na Câmara

Distrito do Paraíso está bem representado na Câmara

Suplente de vereado de Camargo assume uma cadeira no Legislativo aos 22 anos

O mais jovem suplente de vereador do último pleito em Camargo, Jockser Brugnera, assumiu na última sessão, em 2 de agosto, uma cadeira no Legislativo de Camargo. Com 22 anos, o primeiro suplente do Progressistas assume por 30 dias, devido à licença do atual presidente, Luiz Pagnussat.

Filho de agricultores, o jovem morador do Distrito do Paraíso explica que não é de uma família tradicional política e que sua candidatura veio da vontade de renovação e de fazer a diferença. “Eu fui convidado pelo partido e por um grande amigo para ser candidato, pois sabemos que há a necessidade de alguém representando o nosso Distrito. Nunca tive ambições políticas, mas achei interessante a proposta de que eu conseguiria conciliar o meu tempo para cumprir as obrigações como vereador, e sempre com a vontade de fazer algo diferente pelo município, renovando a velha política. Aceitei o desafio da campanha e agora aceito o desafio de estar representando o partido e a minha comunidade nos próximos 30 dias”, diz o jovem.

A vontade de trabalhar e agregar conquistas para o município e para a sua comunidade são as motivações de Jockser. “Já estou acompanhando as sessões como espectador, para me colocar a par dos projetos em discussão e a forma como o nosso Legislativo está trabalhando, há diversos projetos que estarão em discussão e votação nas próximas sessões e é importante estar acompanhando os trâmites. Sei que me falta experiência, tenho a humildade em admitir, mas sei da importância do trabalho realizado no plenário e vou buscar todas as informações possíveis para desempenhar bem o meu papel”, continua.

Conciliar funções e administrar o tempo

Um jovem dedicado, que distribui seu tempo com a conclusão da graduação em agronomia, seu trabalho como técnico rural e os cuidados na propriedade da família, sabe que o tempo é corrido, mas com organização fará a conciliação com as obrigações legislativas. “As horas vagas são poucas, mas não vejo como um problema, eu gosto de estar envolvido, e neste momento eu tenho horas úteis em um dia para tudo isso. Minha faculdade já está em fase de conclusão e meus horários de trabalho são flexíveis, tenho o suporte da minha família e por isso encaro como um desafio saudável o que está por vir”, pontua Jockser.

O envolvimento em sua comunidade e ser uma pessoa conhecida, não influencia na forma como Brugnera pretende trabalhar como vereador. “Eu tenho muitos conhecidos na minha região e evito que isso influencie na minha caminhada política, como evito que o partido influencie no meu trabalho ou na forma que eu trato com as pessoas”, continua.

O vereador tem consciência de tudo que pode mudar, mesmo assumindo apenas por 30 dias uma posição na Câmara. “Nós ouvimos falar dos pedidos, de troca de favores, cobranças por voto, mas sabe-se que a realidade não é essa. Tanto a Administração, quanto qualquer órgão público precisam atender as demandas da comunidade da melhor forma possível, não apenas os interesses de aliados. Por isso, é necessário ter a vida pessoal, política e profissional andando alinhadas, mas não influenciadas uma pela outra”, explica.

Em um momento da vida, onde se assume um compromisso como o de se tornar uma figura pública, muitas atitudes e posturas precisam ser reavaliadas, devido à cobrança por estar representando não apenas aqueles que lhe confiaram o voto, mas todo o município. “É necessário ter uma postura diferente agora, eu sempre fui muito tranquilo, não me preocupo com excessos, mas entendo que pode haver uma cobrança, até mesmo pela visibilidade que alcançamos em um cargo público. Ser jovem não é sinônimo de não ter limites ou responsabilidades, sem contar que ainda estamos em pandemia, e apesar do distanciamento e cuidados, nós sabemos das realizações de festas clandestinas, que não agregam nada, neste momento”, explana o vereador.

Ser o representante do povo, mesmo em um município pequeno, tem seus valores, cobranças, peso e muita importância. “Tudo que é feito serve como uma vitrine, seja para o bem ou para o mal. A comunidade tem o direito de cobrar seus representantes, pois a Câmara é o espelho do povo, é a casa do povo, então queremos pessoas íntegras e comprometidas para nos espelharmos”, acrescenta Jockser.

“É preciso renovar a política, mudar velhos hábitos, pois o que percebemos é que quem entra, tende a continuar, por isso a juventude precisa ter essa representatividade, esse folego novo, por isso abracei a ideia de ser candidato, de renovação, pois eu acredito que precisa mudar. E, com humildade e sensatez, podemos sim fazer um bom trabalho. Todos têm seus méritos, com a idade vem a experiência e a juventude também pode contribuir, com ideias novas, principalmente”, continua.

Um jovem apaixonado pelo agro

Uma carreira política nunca esteve entre os planos de Jockser Brugnera. Mesmo depois de ter ficado como suplente de vereador, a carreira na vida pública se tornou uma opção, mas não uma ambição. “Eu abri essa porta e não me arrependo, mas eu quero continuar estudando, focar na minha área de formação que é a agronomia, pois sou apaixonado pelo trabalho no campo. Como filho de produtores rurais, criado nesse meio, vejo meu futuro voltado ao agro. A política traz diversas oportunidades, mas não sou ambicioso, pretendo desempenhar um bom trabalho, com comprometimento, e aguardar o que o futuro irá apresentar, se estiver ao meu alcance, posso até seguir, mas é cedo para afirmar”.

Demandas para o Distrito do Paraíso

O Legislativo camarguense é reconhecido por ter projetos e indicações discutidos visando o bem da população, não interesses políticos e partidários. “O que tenho acompanhado das sessões são as discussões saudáveis entre os colegas, um agregando na ideia e fala do outro, é assim que precisa ser. Antes da eleição você é de partidos e coligações diferentes, mas após a eleição, representa o interesse de todo município, claro, cada representante mantém uma ligação maior com a sua comunidade, mas o benefício do coletivo é sempre em primeiro lugar”, fala o vereador.

Mesmo com o objetivo de ser ativo em todo município, seu compromisso sempre será na busca de recursos e melhorias para o Distrito do Paraíso, onde fez a sua maior votação e onde convive com as demandas e carências. “Eu quero poder agregar na minha comunidade, fazer a diferença, pois existem carências. A busca de um médico para atendimento no local, uma máquina alocada já na comunidade para facilitar o trabalho da Secretaria de Obras e Agricultura. Vamos trazer à discussão a necessidade de ter um representante do Poder Público na comunidade, fazendo o atendimento a população, isso tudo, visando sempre melhorar e agregar, defendendo o lugar onde moro, onde pretendo continuar morando, explorando o potencial de crescimento do Paraíso”, defende Brugnera.

“Eu estudei na escola do Paraíso e tenho orgulho de dizer que lá era uma extensão de casa. Um ambiente acolhedor, familiar, onde as crianças sentiam o carinho e dedicação. Isso foi um diferencial para mim, o ensino lá é muito bom, um ensino de qualidade, da escola como um todo, os funcionários, a estrutura do local, todos eram acessíveis, o ensino era diferenciado. E quando o Paraíso se tornou um distrito, com uma sub-prefeitura, foi uma vitória, uma conquista, e precisamos lutar para não perde-las. Temos médicos disponíveis em Camargo, mas se pudermos evitar esse trajeto, principalmente para os nossos idosos,  seria de grande valia. A comunidade deixa de aproveitar recursos disponíveis, para evitar a perda de tempo com deslocamento. Hoje contamos com boas estradas, mas o tempo está muito curto,  as obrigações diárias são constantes e precisamos facilitar e aprimorar cada vez mais a qualidade de vida dos nosso munícipes”, argumenta.

Manter o que está bom e não retroceder na qualidade dos atendimentos à comunidade é uma demanda importante. “A questão das máquinas também é um assunto importante a ser discutido, pois é uma das comunidades mais distantes. Por mais que hoje estamos com estradas transitáveis, nosso inverno é instável e chuvoso e isso prejudica a circulação, e a manutenção precisa ser constante, por isso que com uma máquina lá agregaria bastante. E com  valorização da agricultura, na minha comunidade, a grande maioria tira seu sustento do agro, e tem a vontade de investir de crescer e para isso necessita de terraplenagem, cascalho, boas entradas e estradas. É o básico, o agricultor precisa de incentivos, boas estradas, saúde e educação para os filhos, são demandas simples, que podem estar mais próximas, é o básico bem feito. Com maquinários e o pessoal que tem, é questão de ajustar, e acredito que podemos melhorar essa questão no município inteiro, mas em especial no Distrito do Paraíso”, finaliza Jockser.

Deixe uma resposta

Digite seu comentário
Por favor, informe seu nome

SIGA-NOS

42,064FãsCurtir
11,807SeguidoresSeguir
1,140InscritosInscrever

ÚLTIMAS

error: Alerta: Conteúdo protegido contra cópia. Utilize nossos botões de compartilhar.