Essa matéria é exclusiva para assinantes do jornal digital.

Já sou assinante do jornal digital!

InícioDestaqueEscolas municipais terão energia solar

Escolas municipais terão energia solar

Por meio de um projeto da Secretaria de Educação, as escolas municipais de Ilópolis receberão painéis de energia solar.

A secretária de Educação Sandra Faion Forti salienta que esse é um projeto que vem sendo pensado há algum tempo, e que agora será implantado. “Esse projeto está dentro da nossa proposta pedagógica, em função de toda a questão social e da nossa preocupação com o meio ambiente, a energia solar sempre foi nossa prioridade.  Já vínhamos fazendo desde o início do ano um estudo da possibilidade de implantação da energia solar e sempre foi pensado nesse sentido, de que fosse ofertado para as três escolas”.

Os sistemas de painéis de energia solar estarão na escola Emafa e na Emei Criança Feliz, mas também irão abastecer a escola Princesa Isabel, localizada no Bairro Santa Rita, e também a Secretaria de Educação.

“São dois sistemas amplos que podem dar suporte a toda nossa demanda, e um dos motivos que a gente buscou esse sistema foi que com os equipamentos que as escolas contam hoje, o consumo de energia está bastante elevado. Então nós temos uma responsabilidade social também com o consumo, com o meio ambiente e como formas de minimizar esse impacto. Esse é o objetivo e que vem ao encontro com as propostas pedagógicas que a gente tem na Secretaria de Educação e nas nossas escolas”, afirma Sandra.

Investimento

O custo para a implantação do sistema é de aproximadamente R$160 mil, mas a secretária ressalta que não é um gasto e sim um investimento. “Teremos o pregão presencial no próximo dia 21 de setembro, pensamos que esse valor estimado deve baixar devido à concorrência. Mas ressalto que não é custo e sim investimento, pois teremos retorno a longo prazo, não só econômico, com a diminuição da nossa conta de luz, mas também ambiental e social”.

Ela continua: “Acho que é um sonho de qualquer Município, de qualquer escola, na perspectiva enquanto educação poder contar com sistemas assim. Acho que todos almejam, e nós estamos tendo o privilégio de poder oferecer isso nas nossas escolas e ter isso como um fator de contribuir socialmente com todos e com a diminuição do consumo de energia elétrica”.

Ainda, de acordo com Sandra, ainda esse ano o sistema já deverá estar em funcionamento. “Várias empresas estão inscritas e já vieram fazer a visita técnica. No edital já tem a prerrogativa que a vencedora tem 60 dias para implantação dos sistemas, então até o final do ano é para tudo estar em funcionamento”.

Ela finaliza: “Nós temos que estimular o uso de energia limpa, buscar alternativas que sejam menos agressivas ao meio ambiente, até porque atravessamos uma crise hídrica. Saliento mais uma vez que esse projeto vai ao encontro da nossa proposta pedagógica e na nossa responsabilidade social e ambiental. E os recursos investidos são provenientes do Fundeb”.

Deixe uma resposta

Digite seu comentário
Por favor, informe seu nome

SIGA-NOS

42,064FãsCurtir
11,807SeguidoresSeguir
1,140InscritosInscrever

ÚLTIMAS

error: Alerta: Conteúdo protegido contra cópia. Utilize nossos botões de compartilhar.