Essa matéria é exclusiva para assinantes do jornal digital.

Já sou assinante do jornal digital!

InícioDestaqueFamílias atingidas pela estiagem na cidade e interior receberão cestas básicas

Famílias atingidas pela estiagem na cidade e interior receberão cestas básicas

Por ter sido reconhecida a situação de emergência na cidade e no interior todas as famílias serão beneficiadas

 

Por Fabiana Borelli

- Advertisement -

Uma ação conjunta da Administração Municipal, juntamente com os membros da Defesa Civil de Ilópolis, resultou na aprovação pela Defesa Civil Federal de um recurso para distribuição de cestas básicas, para famílias da cidade e do interior do município.

Esse recurso tem como objetivo amenizar o prejuízo percebido pelas famílias devido a estiagem que atingiu o estado. Devido a estiagem, o Município decretou situação de emergência e esta foi reconhecida pelo Estado e a União, por isso Ilópolis foi contemplada com o recurso.

O coordenador da Defesa Civil em Ilópolis, Juliano Favero, explica que as cestas básicas estão sendo adquiridas. “Estamos no período de aquisição das cestas, o número mínimo para adquirirmos é de 1.422 cestas isso é o que determina as regras do recurso. Dessa forma, como a situação de emergência foi decretada na zona urbana e rural, todas as famílias receberão a cesta”.

Favero explica que foi decretada situação de emergência em todo o território do município por entenderem que com a estiagem todos tem algum tipo de perda. “No nosso entendimento todos tem perda, essas perdas podem ser diretas ou indiretas. As diretas são a baixa produção no campo, a perda indireta na cidade é com os prestadores de serviço, que não tem o produto para colher ou para fazer o frete para o escoamento. Além disso, todos sofrem com a alta nos preços dos alimentos, em função da oferta ser menor devido a falta de chuva”.

Coordenador da Defesa Civil Juliano Favero fala da distribuição das cestas básicas – Arquivo

A entrega

Todas as famílias de Ilópolis terão o direito de receber uma cesta, mas para isso deverão declarar que tiveram prejuízo e assinar uma autorização de retirada. “As agentes de saúde estão nos auxiliando nesse processo, elas estão passando nas residências para as visitas mensais e levando as autorizações para as famílias assinarem. As que quiserem receber assinam e depois retiram assim que iniciar a entrega”, conta Favero.

Ele continua: “Então pedimos para a população aguardar, pois nesse primeiro momento estamos fazendo o cadastro das famílias e em seguida iniciaremos a entrega, que está prevista para acontecer do dia 25 de abril ao dia 13 de maio, no Ginásio Girolamo Sanson”.

Ainda de acordo com o coordenador, se após esse período ainda restarem cestas básicas será estipulado um novo prazo para credenciamento das novas famílias que receberão. “Sempre tem migração de famílias, ou até alguma pode ficar de fora nesse primeiro momento, por não ter sido encontrada pela agente de saúde, ou outra situação, então se sobrar cestas vamos oportunizar novamente o cadastro”.

 

Auxílio para amenizar o prejuízo

O prefeito Edmar Pedro Rovadoschi salienta que diferente do ano passado, em que apenas famílias do interior foram contempladas, nesse ano o decreto foi para todo o território, para que todos pudessem ser beneficiados. “Tanto na cidade como no interior a seca foi sentida, pois tem agricultores que moram na cidade e trabalham na roça, tem também as equipes que tiram a erva-mate que também residem na cidade. Então pensando nesse sentido, é que a Administração Municipal e a Defesa Civil entenderam a necessidade de decretar situação de emergência em todo o território”.

Ele continua: “A estiagem trouxe problemas financeiros para as famílias, e até causas de estresse, elas veem seus investimentos irem por água a baixo, então essa cesta de certa forma ameniza um pouco esse sofrimento da nossa comunidade”.

Rovadochi ressalta que a ajuda das agentes de saúde está facilitando o trabalho. “Agora com as agentes visitando as famílias todas serão comunicadas, e assinarão a autorização, assim será muito mais difícil que alguém fique de fora”.

Ele finaliza: “Queremos que essas cestas cheguem a toda a população, por isso é importante a divulgação, então agradeço ao Eco Regional por abordar esse assunto e levar ao conhecimento de todos”.

Deixe uma resposta

Digite seu comentário
Por favor, informe seu nome

SIGA-NOS

42,064FãsCurtir
11,807SeguidoresSeguir
1,140InscritosInscrever

ÚLTIMAS

error: Alerta: Conteúdo protegido contra cópia. Utilize nossos botões de compartilhar.