Essa matéria é exclusiva para assinantes do jornal digital.

Já sou assinante do jornal digital!

InícioMunicípiosArvorezinhaInstituto Felipe Roman Ros recebe premiação de R$ 20 mil

Instituto Felipe Roman Ros recebe premiação de R$ 20 mil

Recurso deve ser investido no desenvolvimento intelectual de alunos com dificuldades

O Instituto Estadual de Educação Felipe Roman Ros, de Arvorezinha, comemora o recebimento de uma premiação de R$ 20 mil, por meio de um programa do governo federal denominado PDDE Educativo. A instituição de ensino foi a única pertencente à 25ª Coordenadoria Regional de Educação (CRE) agraciada com o recurso.

O anúncio foi feito pela 25ª CRE na sexta-feira, 10, sendo exigida a apresentação de um plano de ação até a quarta-feira, 15. “E assim o fizemos e encaminhamos o projeto ao Ministério da Educação dentro do prazo. Agora, aguardaremos o recebimento do valor para poder proporcionar melhorias na qualidade da educação, principalmente às crianças com dificuldades intelectuais de aprendizado”, explica a diretora do instituto, Cléa Regina Mezzomo.

Os recursos podem ser utilizados na aquisição de itens e materiais pedagógicos; cadeiras de rodas; bebedouros acessíveis; produtos de tecnologia assistiva, equipamentos e materiais para o atendimento educacional especializado bilíngue de surdos, entre outros. “Vamos investir esse valor em materiais/jogos educativos, que facilitam o aprendizado e auxiliam na parte motora. Também adquirimos um computador e tablets para que os professores possam trabalhar com essas crianças/adolescentes”, comenta.

 

Processo eleitoral

Outro assunto abordado por Cléa é o processo eleitoral para escolha da nova diretoria do instituto. Recentemente houve a eleição da comissão eleitoral, que conduzirá todo o processo com o auxílio do conselho escolar e da equipe diretiva. A comissão tem como presidente Elisandra Gaspar. “Recebemos todas as orientações na quarta-feira, 8, e até a sexta-feira, 10, tivemos que escolher os representantes de cada segmento: pais, alunos, professores e funcionários, onde os dois representantes de cada segmento foram eleitos por aclamação.

Agora, o próximo passo é lançar o edital até o dia 18 de outubro, para inscrição das chapas. As inscrições ocorrem de 19 de outubro a 2 de novembro. O processo de indicação mediante votação será nos dias 30 de novembro e 1º de dezembro. “Estamos esperando que alguém se candidate, alguém que tenha competência para tocar a escola, porque não é fácil estar aqui, tem que abrir mão de muita coisa da vida particular e se doar totalmente. Eu, por exemplo, tenho que atuar por 40 horas, mas estou na escola 60”, destaca.

Infestação de pombos

Cléa finaliza expondo a ocorrência de uma infestação de pombos na quadra de esportes situada no pátio do instituto, onde existem vários ninhos. “Percebemos a infestação no mês de agosto, quando pudemos retornar às atividades com mais flexibilização. Não está sendo possível utilizar a quadra, que é aberta, pois os pombos se instalaram ali e cada vez surgem mais. São de várias espécies, e a nossa preocupação é que eles podem transmitir doenças”, pontua.

“Já entramos em contato com o Ibama, com o Corpo de Bombeiros, com a empresa de dedetização, enfim, vieram várias pessoas na escola para tentar ajudar e fazer com que os pombos saiam. O espaço geralmente é utilizado pelos alunos do 1º ao 5º ano, já que os maiores vão para o ginásio. Agora, as crianças estão limitadas ao uso do parquinho apenas”, comenta.

A próxima alternativa será uma possível revitalização da quadra. “Convocamos o Círculo de Pais e Mestres (CPM) da escola, que se dispôs a buscar uma possível revitalização da quadra, com o fechamento e embelezamento desta, e dando assim um sumiço nos pombos. Desta forma a quadra poderá voltar a ser útil para os alunos”, finalizou.

Curiosidade

As doenças mais comuns transmitidas pelos pombos aos seres humanos são provenientes de suas fezes. É o caso da salmonelose, histoplasmose e criptococose.

A salmonelose, provocada pela bactéria Salmonela spp, acomete a pessoa que ingeriu alimentos com resquícios de fezes de pombo contaminadas. Os sintomas mais comuns são febre, dor de cabeça, náuseas, vômitos, falta de apetite, cólicas, diarreia com ou sem sangue.

A histoplasmose, causada pelo fungo Histoplasma Capsulatum, atinge o ser humano após a aspiração do fungo presente nas fezes do pombo. A doença ataca o sistema respiratório e não costuma causar sintomas em sua forma aguda. Já na forma crônica, que geralmente acomete pessoas com o sistema imunológico comprometido, provoca tosse seca, febre, dor no peito e nas juntas e inchaço nas pernas. Em casos mais severos, dá sudorese excessiva, falta de ar e tosse com sangue.

Já a criptococose, causada por fungos do gênero Cryptococcus, pode levar à morte dependendo do tipo de fungo que acomete a pessoa após inalação. Frequentemente, a doença atinge o sistema neurológico, causando meningite subaguda ou crônica, cujos sintomas são febre, fraqueza, dor no peito, rigidez na nuca, dor de cabeça, náusea, vômito, suor noturno, confusão mental, alterações de visão, podendo haver comprometimento ocular, pulmonar e ósseo.

Deixe uma resposta

Digite seu comentário
Por favor, informe seu nome

SIGA-NOS

42,064FãsCurtir
11,807SeguidoresSeguir
1,140InscritosInscrever

ÚLTIMAS

error: Alerta: Conteúdo protegido contra cópia. Utilize nossos botões de compartilhar.