Essa matéria é exclusiva para assinantes do jornal digital.

Já sou assinante do jornal digital!

InícioDestaqueUma semana para falar sobre a família

Uma semana para falar sobre a família

De 9 a 15 de agosto, a Pastoral da Família, ligada à Igreja Católica, definiu como a Semana Nacional da Família. Visando fortalecer o debate sobre a importância da família na sociedade.

Assunto extremamente importante, mais do que nunca é preciso ressaltar o valor e a importância da família, especialmente em um momento como o vivenciado atualmente, onde a degradação da instituição família e dos valores morais culmina com uma série de desfechos trágicos.

Muitas são as alternativas paliativas para se tentar regular as relações e se estabelecer a ordem. Porém, não há nada capaz de intermediar as relações humanas com tanta eficácia, como a saudável relação estabelecida pela harmonia e o amor familiar.

Um exemplo, a Lei Maria da Penha foi criada há 15 anos, para punir com mais rigor e combater a violência contra a mulher, porém, o que se vê todos os dias é um aumento no número de feminicídios e de violência contra a mulher, além de um crescente número de casos de relacionamentos abusivos. A lei sem dúvidas foi uma conquista importante para as mulheres, mas não é o suficiente para evitar que se metam em enrascadas.

Outro dado assustador é sobre a violência contra as crianças e adolescentes. São absurdos não apenas os números, mas as barbaridades geradas pela negligência, pelo egoísmo e pela maldade.

Além de tudo isso, temos o aumento considerável de casos de depressão em um público cada vez mais jovem, que deveria representar o oposto. Na juventude toda a alegria da vida, das amizades, dos amores, dos sonhos e das conquistas. Escorrendo pelo ralo da desesperança, do abuso das drogas, da falta de um norte.

É imenso o número de jovens que hoje não sonham em casar, construir um lar e constituir uma família. Questionados sobre o que esperam e querem do futuro, tem dificuldades em formular uma resposta. Repassando a certeza de que sim, há um vácuo enorme em sua formação, uma carência de valores e de noção sobre qual seria o melhor caminho a seguir. Muitas dúvidas e incertezas permeiam o caminho destas pessoas, que muitas vezes enfrentam também grandes carências materiais e afetivas.

É devido a isso, que todos os veículos de comunicação e todas as entidades que detém algum tipo de responsabilidade social tem o dever de abordar o assunto família, independente de esta data ter sido criada por uma entidade religiosa ou não, o assunto precisa de mais visibilidade, é preciso falar e conscientizar mais sobre a importância da família.

Uma sociedade apenas se fortalece, quando fortalece também a sua base. É na família que aprendemos o valor do amor, do respeito, da compaixão, do perdão e da ética. É na família que cuidamos uns dos outros, que ao discutirmos a relação, entendemos como podemos ser melhores como seres humanos todos os dias. É na família que a vida nasce, é amparada, protegida e projetada para o futuro.

Para que a família seja sempre um porto seguro os valores morais precisam ser sempre fortalecidos.

 

 

Deixe uma resposta

Digite seu comentário
Por favor, informe seu nome

SIGA-NOS

42,064FãsCurtir
11,807SeguidoresSeguir
1,140InscritosInscrever

ÚLTIMAS

error: Alerta: Conteúdo protegido contra cópia. Utilize nossos botões de compartilhar.