Essa matéria é exclusiva para assinantes do jornal digital.

Já sou assinante do jornal digital!

InícioMunicípiosArvorezinhaVereadores aprovam mudança nos vencimentos dos conselheiros tutelares

Vereadores aprovam mudança nos vencimentos dos conselheiros tutelares

Outros três projetos entre vendas de máquinas, formalização de doação de área e reconhecimento de rodeios campeiros como patrimônio cultural foram votados

Na noite desta segunda-feira, 06 de junho, sete vereadores estiveram reunidos para votar quatro Projetos de Leis, sendo três oriundos do Poder Executivo e um do Poder Legislativo, além de uma Moção por Aplauso, proposta pelo vereador Eberson Coradi.

Já o Projeto de Lei n° 051, que altera o estacionamento, parada e permanência de veículos na Rua Carlos Scheffer entre as Ruas João Ferri e Rua Agromate oriundo do Poder Executivo e o Projeto de Lei n° 007 de autoria do vereador Fabiano Pancotte, que visa autorizar a construção de condomínios fechados no município, somente quando o projeto se adequar com o plano diretor e as leis que já existem no município, foram baixados para estudo.

- Advertisement -

Antes da apresentação e votação dos projetos, o suplente de vereador Saluar Dalbosco do PDT, tomou posse no lugar do vereador Emir Colognese por 30 dias.

Suplente Saluar Dalbosco assumiu como vereador por 30 dias

Projetos votados

O primeiro Projeto de Lei apresentado e votado, foi o de número 043, de autoria do Poder Executivo, o qual altera a Lei nº 3277/2020. O Projeto trata sobre o Condica, estabelecendo nova política remuneratória a partir de primeiro de janeiro de 2023, onde o valor do subsídio mensal dos Conselheiros Tutelares será correspondente a um salário mínimo nacional até 31 de dezembro de 2022, R$ 1.500 sendo corrigidos nas mesmas datas e nos mesmos índices dos servidores públicos municipais, além de incluir o pagamento de vale alimentação no valor fixo de R$ 200 a cada mês completo de atividade e no caso de convocação por tempo inferior a 30 dias o valor de R$ 100 por no mínimo 15 dias de atividade, creditado na folha de pagamento e a participação dos conselheiros tutelares para composição do mesmo, mediante desconto em folha, devidamente autorizado, será no percentual de 12 % do valor total do vale recebido no mês. O projeto foi aprovado por todos.

O segundo Projeto de Lei a ser votado, foi o de número 055, que autoriza o Poder Executivo a receber lote urbano com área de 1.100,00² Sem benfeitorias, localizado na esquina formada pela Rua Fernando Ferrari e Marechal Deodoro, no Loteamento Dorigoni, como doação.  Segundo justificativa, para que o Município possa concluir a doação verbal já realizada do imóvel e não formalizada é necessário efetivar a doação da área descrita, e que com a aprovação do Projeto de Lei passará a integrar o patrimônio público do Município. O projeto também foi aprovado por todos os vereadores.

Outro Projeto de Lei oriundo do Poder Executivo a ser votado e aprovado por todos os vereadores aptos a votarem, foi o de número 056, o qual autoriza o Poder Executivo Municipal a alienar bens patrimoniais como máquinas e equipamentos que segundo justificativa, á venda desses bens se faz necessária, pois não estão sendo usados pelo município, e os recursos oriundos da venda serão aplicados exclusivamente para a compra de outros bens novos. O projeto foi votado e aprovado por todos os edis presentes.

Além dos projetos oriundos do Poder Executivo, foi votado, o Projeto de Lei oriundo do Poder Executivo, sendo o de número 006, de autoria do vereador Augusto Cichelero, o qual reconhece os rodeios campeiros como patrimônio cultural, prática esportiva e de relevante importância social e econômica para o município de Arvorezinha. “Este projeto já passou em mais câmaras de vereadores do estado, e não apenas por eu ser gaúcho, mas como acompanho as provas de tiro de laço, provas artísticas, e vejo, como uma moção de repudio que fiz nessa casa de acordo com declarações de um parlamentar que foi um pouco infeliz em sua  colocação, temos que manter o patamar de Arvorezinha, dentro das tradições elevadas”, argumenta o vereador, parabenizando o CTG Jango Borges por ter representado Arvorezinha recentemente em eventos estaduais, além dos eventos realizados no município, voltados para o tradicionalismo. O projeto foi aprovado por unanimidade.

 

 Moção por aplauso

Moção de aplauso 002 foi apresentada na qual visava homenagear e parabenizar as prendas Natália Arruda e Ana Carolina Campo que participaram da 51° Ciranda Cultural de prendas realizado em Bagé no mês de maio e o 33° Entrevero de Peão realizado em Palmeira das Missões em abril, onde os jovens Guilherme Zortéa e o Dionatan Salvini estiveram representando o CTG Jango Borges. O Autor da moção, vereador Eberson Coradi justifica o projeto como forma de homenagear os arvorezinhenses que representaram o município nos eventos estaduais.

Na oportunidade a patroa do CTG, Clarice Campo Camini no uso da tribuna, agradeceu a moção, lembrando-se da importância da participação do CTG nos eventos. “Foi emocionante, pois estar num evento desses onde a gente ouve falar do nosso município, do nosso CTG, dos nossos peões e prendas é muito gratificante”, diz a patroa que lembra que nas próximas semanas o CTG estará participando de outro evento estadual. Clarice enfatizou  que desde que assumiu a patronagem, um de seus objetivos era a retomada das invernadas, porém nunca imaginou que participaria de eventos a nível de estado.” Muito obrigado pelo apoio, pelo incentivo de todos”, agradeceu a patroa.

O jovem peão, Dionatan Salvini, que participou do 33° Entrevero Cultural de Peões, além de agradecer o apoio, lembrou que o intuito maior de participar no Entrevero foi o de divulgar o CTG e levar o nome de Arvorezinha a outros cantos do estado.

A prenda Natália na mesma linha seguiu agradecendo os vereadores e a todos que participaram do evento, destacando a emoção de ter representado o CTG e o município na cidade de Bagé.

Maikeli Pancotte, Sota – Capataz do CTG Jango Borges, lembrou que a 17 anos atrás foi as última Prenda a participar da Ciranda Cultural de Prendas, na época com a categoria Prenda Mirim. Maikeli agradeceu a todos, pelo apoio.

A moção foi aprovada por todos.

Representantes do CTG Jango Borges comemoraram Moção recebida

Grande Expediente

O vereador Saluar Dalbosco no uso do espaço pediu agilidade para criar o Departamento de Saneamento Básico haja vista que novos cargos serão criados pelo Poder Executivo e segundo o vereador, essa também seria uma exigência da Funasa para a liberação de recursos.

Já o prefeito Jaime Borsatto usando o espaço, destacou a homenagem dos vereadores aos peões e prendas do CTG Jango Borges que segundo o prefeito visa valorizar a participação dos jovens nos eventos. Jaime também destacou os incentivos dados ao esporte e a cultura por parte do município.

Deixe uma resposta

Digite seu comentário
Por favor, informe seu nome

SIGA-NOS

42,064FãsCurtir
11,807SeguidoresSeguir
1,140InscritosInscrever

ÚLTIMAS

error: Alerta: Conteúdo protegido contra cópia. Utilize nossos botões de compartilhar.