InícioDestaqueDália volta a se reunir com associados nas regiões em que atua

Dália volta a se reunir com associados nas regiões em que atua

Com cerca de 40 associados, a cooperativa realizou reunião com produtores no dia 18 de maio, no município de Mato Leitão

As tradicionais assembleias regionais, que objetivam informar, dialogar e aproximar os delegados, associados e cooperativa, não ocorriam há três anos. Para resgatar esse relacionamento, a Dália organizou reuniões regionais, sendo que a primeira delas ocorreu no último dia 18, na Assoessa de Vila Sampaio, em Mato Leitão, com participação de 40 associados.

No evento, o Presidente do Conselho de Administração, Gilberto Antônio Piccinini, apresentou os resultados da empresa no exercício do ano de 2021. Além disso, o presidente ressaltou as dificuldades com a alta dos preços de insumos agrícolas, da taxa Selic e o corte do governo estadual dos créditos presumidos. “O projeto sobre os créditos presumidos, que já foi votado e aprovado, pode totalizar alguns milhões de reais de resultado a menos para a cooperativa”, afirma.

- Advertisement -

Piccinini também mostrou as projeções do mercado e as tendências nos setores de laticínios, avícola e suinocultura. “As projeções do mercado do leite em relação ao ano passado são bem positivas. O primeiro motivo é resultado do período de sazonalidade. Nesta época do ano, com a chegada do inverno e da primavera, o consumo de leite aumenta e, com isso, melhora o preço para o produtor”, relata.

No mercado avícola as projeções também são positivas. “Recentemente, fechamos contrato para exportação do primeiro container para o Japão, um mercado muito exigente, o que nos possibilita habilitação a outros também seletos”, avalia.

Já na suinocultura, lembrou que no ano passado ocorreram reflexos negativos, onde a redução do consumo da carne suína da China fez despencar as exportações do Brasil, aumentando a oferta no mercado interno e assim, reduzindo o preço e afetando as vendas da Dália.

 

Uma forma de valorizar o produtor

Para o delegado César Heisler, essas reuniões regionais valorizam e são importante para o produtor. “Quando o próprio presidente da cooperativa vem e apresenta a realidade da empresa, os dados relativos às finanças, os números de produção, com muita transparência, nós associados, temos mais confiança, sabendo que a empresa está sendo bem administrada e bem representada”, diz. Heisler concluindo que, “é difícil uma outra empresa fazer isso, onde o presidente expõe as informações para o produtor trazendo mais proximidade.”

Deixe uma resposta

Digite seu comentário
Por favor, informe seu nome

SIGA-NOS

42,064FãsCurtir
11,807SeguidoresSeguir
1,140InscritosInscrever

ÚLTIMAS

error: Alerta: Conteúdo protegido contra cópia. Utilize nossos botões de compartilhar.