Polícia realiza oitivas sobre o caso Potrich

0
162
No dia 23 de janeiro, polícia fez novas buscas no condomínio onde morava Jacir Potrich

Após a prisão do suspeito de ter matado Jacir Potrich, realizada em Capão da Canoa na quarta-feira, 23, a polícia inicia uma nova fase da organização do inquérito. Nesta tarde de terça-feira o delegado responsável pela região, Guilherme Pacífico, realiza oitivas, que podem auxiliar. O maior desafio da polícia, além de evidenciar da forma mais lúcida possível a autoria, é encontrar o corpo do bancário, desaparecido em 13 de novembro de 2018.

Desde que foram acionados, em 14 de novembro, os órgãos de segurança foram eliminando as diferentes linhas de investigação, como sequestro ou algo de ordem pessoal, como alguma doença ou suicídio. Na quarta-feira, 23, em entrevista coletiva, o delegado anunciou a prisão e como o suspeito teria agido.

Deixe seu comentário