Essa matéria é exclusiva para assinantes do jornal digital.

Já sou assinante do jornal digital!

InícioMunicípiosCamargoCom a finalização dos investimentos Coasa se torna a maior recebedora de...

Com a finalização dos investimentos Coasa se torna a maior recebedora de grãos

O investimento total na unidade de Camargo chega a R$5 milhões

Está concluída a primeira parte de investimentos e ampliações realizadas na cooperativa Coasa, na unidade do município de Camargo, iniciadas no final de 2020 e concluídas em 2021, próximo à época de início o recebimento de grãos.

O gerente comercial da unidade, Jones Rossoni, explica o que foi concluído nesta fase. “Concluímos a instalação de dois novos silos com a capacidade para 150 mil sacas, a inclusão de balança e um tombador, para descarga de carretas. Essa ampliação favoreceu muito ao produtor que busca atendimento na cooperativa, que vem entregar seu produto, pois trouxe agilidade no processo. São muitos pontos positivos”, explica Rossoni.

Ainda há mais um pavilhão a ser construído na unidade. “Nos próximos 60 dias é para ser iniciado a construção de um pavilhão para armazenamento de calcário. Isso trará diversas vantagens para os nossos produtores, afinal o produto estará disponível na unidade, sem a necessidade de encomenda e demora na entrega”, continua o gerente.

Incentivos do Poder Público

O gerente comercial da Coasa destaca os auxílios recebidos por parte da Administração de Camargo. “Nós recebemos horas máquina, nivelamento de solo, cascalhamento, tudo que foi solicitado nós fomos atendidos. Só temos a agradecer toda a ajuda, todo incentivo para o crescimento da cooperativa”.

“Essa ampliação veio na hora certa, pois tivemos o recebimento de uma safra recorde, foi uma produção excelente e precisávamos de mais espaço e estrutura. O crescimento e investimento da empresa é para melhor atender ao produtor e isso faz com o crescimento da cooperativa seja do município também”, fala Rossoni.

As culturas de inverno tiveram um crescimento e a cooperativa está devidamente preparada para receber as safras. “Estamos em uma expectativa muito boa, pois houve um crescimento nas áreas plantadas e estamos com uma estrutura ótima, preparada para receber a produção. Tudo indica que estamos nos encaminhando para um ano bom, com recordes de produção no inverno também. Hoje nós recebemos trigo, canola, cevada e neste ano estaremos recebendo o triticale”, explica.

O crescimento do agro é visível

Hoje a Coasa atende no recebimento de grãos de produtores de oito municípios. “Nossa equipe também está crescendo, estamos com cinco técnicos a campo, para atender a região, que é grande e temos essas pessoas preparadas para atender, trazendo as novidades para o produtor. Nossa equipe está preparada para orientar o produtor, sobre o melhor momento do plantio, quando aplicar defensivos, orientar qual o melhor procedimento em cada etapa”, continua.

“Nosso departamento está bem equipado para atender a região, são muitos produtores atendidos e há um aumento semanal do quadro de associados da unidade. É muito bom que estamos sendo avaliados com bons olhos, isso é o reconhecimento de um bom trabalho”, conclui Rossoni.

O produtor, não apenas de Camargo, mas de toda a região, deposita muita confiança na unidade. “Aqui é uma região em que a cooperativa foi muito bem aceita, sentimos a confiança no produtor em nos procurar”, continua o gerente.

Programas de sucessão familiar

Conhecendo a força do agronegócio e alguém que apoio essa iniciativa, Jones explica, como a cooperativa tem se envolvido para incentivar jovens produtores a investirem no campo.

“A valorização do agronegócio tem tido seu destaque, e o jovem está tendo esse olhar diferenciado pelo agro, pois é o setor primário que movimenta a balança comercial, então é muito rentável, e o jovem que ficar na propriedade, com o auxilio e recursos que tem, e com a parceria que a cooperativa pode oferecer para trazer novidades e inovação”.

“Nós auxiliamos com o suporte técnico necessário para o produtor, desde o planejamento da cultura até o recebimento e comercialização deste grão, agregando valor a propriedade, então com certeza o jovem que ficar no campo, vai ter um retorno satisfatório. Nós queremos incentivar essa continuidade no campo. Na cidade os custos de vida são elevados e no interior esses custos se dissolvem e com a tecnologia, as propriedades estão interligadas, tudo está mais fácil e acessível”, enfatiza Rossoni.

A importância do agro e do cooperativismo se sobressaiu durante a pandemia, o agro não parou e apenas valorizou. “É um setor que não havia como parar e durante a pandemia o agro se destacou. A pandemia vai passar tudo vai voltar ao normal, mas o agro ganhou um destaque por sua importância que não vai diminuir, e a nossa região, basicamente agrícola terá um desenvolvimento muito bom nos próximos anos”, finaliza.

Deixe uma resposta

Digite seu comentário
Por favor, informe seu nome

SIGA-NOS

42,064FãsCurtir
11,807SeguidoresSeguir
1,140InscritosInscrever

ÚLTIMAS

error: Alerta: Conteúdo protegido contra cópia. Utilize nossos botões de compartilhar.