Essa matéria é exclusiva para assinantes do jornal digital.

Já sou assinante do jornal digital!

InícioDestaqueConselhos aprovam tombamento de casas

Conselhos aprovam tombamento de casas

Mais um passo está sendo dado pela Administração de Ilópolis para o tombamento das casas Rosa e Vermelha. Com o estudo feito pela Univates concluído foram reunidos os Conselhos de Educação, de Cultura, Meio Ambiente e Turismo, todos estes constituintes do Conselho de Patrimônio Histórico e Cultural do município, para apresentar o estudo e para que eles aprovassem o tombamento.

O prefeito Edmar Pedro Rovadoschi destaca que esse era um passo necessário para o processo. “Fico muito feliz pois estamos andando muito bem para o tombamento, esse era um passo importante e necessário, e todos os conselhos foram favoráveis, a decisão foi unanime, todos entenderam a importância para a cultura e a história de Ilópolis que essas casas representam”.

Após o tombamento o município tem outros trâmites a seguir, mas Rovadoschi afirma que tudo está caminhando bem. “Infelizmente o estudo demorou, até por conta da pandemia, sei que isso desagradou algumas pessoas, mas afora com ele em mãos estamos dando sequência, creio que na próxima semana já esteja com a autorização dos conselhos formalizada, então partimos para a formatação do projeto e a captação dos recursos”.

Parceria da AA Moinhos

A Associação dos Amigos dos Moinhos do Vale do Taquari (AA Moinhos), está junto com a Administração no processo de tombamento. “Nós repassamos recurso para a AA Moinhos e eles contrataram a Univates para fazer o estudo. Claro que poderíamos ter contratado nós mesmos, mas acredito que o conhecimento e a experiência deles é muito importante”, salienta o prefeito.

E complementa. “A preservação do patrimônio histórico é a luta da associação, eles buscam preservar e sabem como fazer, também na captação de recursos para o projeto é importante que eles estejam conosco, como associação a liberação é mais fácil”.

O tombamento

A secretária de Educação Sandra Faion Forti salienta a importância do estudo realizado pela Univates. “Esse estudo é um material com levantamento fotográfico e arquitetônico, é um material extremamente técnico e embasador da possibilidade do tombamento”.

A secretária afirma que todas as etapas do processo precisam ser pensadas e discutidas. “Assim que os pareceres dos conselhos estiverem prontos eles serão encaminhados para a Administração e o processo segue, temos a negociação com as famílias, a elaboração do projeto, enfim não sabemos precisar o tempo que vai demorar, mas tudo será feito com muito estudo e discussão, ouvindo todos os atores envolvidos”.

Para Sandra a preservação do patrimônio histórico do município é fundamental. “Vejo que essa é uma questão fundamental, basilar, o tombamento dessas casas precisa acontecer, são exemplares inéditos, e falam muito da nossa história e das nossas origens. Algo que poderá ser contada para as futuras gerações, Além de ter um potencial turístico”.

De acordo com Sandra os conselhos tem um papel preponderante nesse processo, e ela agradece a todos que participaram do encontro. “A voz dos conselheiros é importantíssima nessa discussão, pois eles são a voz da população, e da participação deles surgem discussões riquíssimas, são várias analises sob vários aspectos. Mas o mais importante é que se pode observar o interesse cultural e histórico de todos”.

Deixe uma resposta

Digite seu comentário
Por favor, informe seu nome

SIGA-NOS

42,064FãsCurtir
11,807SeguidoresSeguir
1,140InscritosInscrever

ÚLTIMAS

error: Alerta: Conteúdo protegido contra cópia. Utilize nossos botões de compartilhar.