Essa matéria é exclusiva para assinantes do jornal digital.

Já sou assinante do jornal digital!

InícioMunicípiosAnta GordaEmpresas e produtores que mais contribuem com o município recebem homenagem

Empresas e produtores que mais contribuem com o município recebem homenagem

- Advertisement -

Sessão solene foi realizada na noite desta quarta-feira, 20, na Câmara de Vereadores

Os dez produtores e oito empresas que mais contribuem com o retorno de ICMS para o município de Anta Gorda foram reconhecidos por meio homenagem prestada em sessão solene do Poder Legislativo, realizada na noite desta quarta-feira, 20. A iniciativa do evento é do presidente da Casa, Paulo Cesar Bettoni, por meio do projeto de resolução 002/2021, aprovado pela maioria dos vereadores em recente sessão ordinária. Essa é a primeira sessão solene realizada pelo Poder Legislativo de Anta Gorda em 2021.

Além dos vereadores e dos homenageados, marcaram presença no evento o deputado Vilmar Zanchin, o secretário de Desenvolvimento Econômico do RS, deputado Edson Brum, primeira-dama Andreia Lodi Frighetto (representando o Executivo), presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais (STR), Delmar Moresco, presidente da CIC/CDL, Franciane Mucelin Testa, e gerentes do Banrisul, Sicredi e Sicoob.

 

Produtores rurais em destaque

Em ordem decrescente receberam as placas de homenagem os dez produtores:

– Álvaro Lodi, agricultor tradicional do município, que sempre trabalhou com os pais na lavoura e com vacas de leite. Em 2014, junto à esposa Maura, iniciou a atividade de integração de suínos, com a qual trabalham até hoje junto aos filhos.

– Bruno Moretto, que possui propriedade localizada no Distrito de Itapuca, possui atualmente 2,5 mil leitões em fase de terminação, em parceria com a Dália Alimentos, de Encantado. No ano de 2009 começou nesta atividade, e de lá para cá vem investindo e ampliando cada vez mais suas instalações para alcançar esse número. Conta também com produção de noz pecan e erva-mate, tendo assim outras fontes de renda na família.

– Ivanir Bresciani trabalha desde 2006 com poedeiras. Pioneiro na atividade no município, atualmente conta com quatro galpões, tendo a empresa JBS como parceira e possui em torno de 44 mil poedeiras.

– A propriedade familiar de Gilberto e Maiara Lodi, tem como atividade principal a produção de leite, contando com ampla e moderna estrutura para os animais. Possuem 150 vacas em lactação, produzindo em média 6 mil litros de leite/dia. Além da mão de obra familiar, conta com oito colaboradores diretos que auxiliam nos trabalhos.

– Everaldo Santin é de família tradicional de agricultores e tem como principal atividade em sua propriedade a criação de suínos, a qual desenvolve há dez anos. Trabalha também com feno e erva-mate, diversificando a cultura de sua propriedade.

– A granja de Valcir Belatto e Outros, atua na criação de suínos desde maio de 1992 e conta com cinco sócios. Atualmente conta com seis colaboradores que atuam nos trabalhos diretamente na propriedade, contribuindo para o desenvolvimento do município.

– Maicon Canello tem uma propriedade rural, de mão de obra familiar, que trabalha de forma integrada com duas empresas, uma de frangos e outra de leitões em fase de creche.

– Terceiro maior contribuinte entre os produtores rurais, Carlos Sordi, tem como principal atividade a criação de aves, a qual desenvolve há vários anos. Como a maioria dos produtores, herdou de seus familiares a tradição de trabalhar com lavoura e vacas de leite, diversificando o cultivo dos produtos.

– Há cerca de dez anos, em uma granja localizada no interior de Anta Gorda, com cerca de 500 cabeças, Vanderlei Albino Chiamulera, deu início aos trabalhos no ramo da suinocultura. No decorrer dos anos foi firmada parceria com outros produtores da região, os quais fornecem suínos de todos os ciclos, desde a matriz até a terminação. São diversas pessoas envolvidas no processo, desde a criação, até a comercialização. Atualmente a Suinocultura Bela Vista conta com 12 funcionários e 27 produtores parceiros.

– A Suinocultura Do Vale Limitada, foi fundada em 14 de janeiro de 2018, quando deu prosseguimento à atividade suinícola da cooperativa Dália Alimentos, junto à Linha Santos Filhos. Administrada por quatro sócios, possuindo 12 colaboradores, a Suinocultura Do Vale se dedica à produção de leitões de 21 dias, que é o processo mais difícil de se fazer no ramo, pois demanda de alta tecnologia e mão de obra dedicada. A unidade de produção possui um plantel com 2 mil fêmeas, que produzem semanalmente 1,4 mil leitões. Estes são comercializados com a Dália Alimentos que os distribui em crecheiros e terminadores pertencentes ao município de Anta Gorda. Esse processo é extremamente racional, tendo em vista que evita o deslocamento de animais para longas distâncias e propicia aos associados da Dália, animais adaptados ao clima da região.

 

Empresas em destaque

Em ordem decrescente receberam as placas de homenagem as oito empresas:

– De propriedade de Nereu e Rutinei Baldo, a Madeborg iniciou seus trabalhos em 12 de julho de 1951 na Vila Borgetto. A empresa familiar que está em sua terceira geração traz para a região um conceito de esquadrias e moveis sob medida, estilosos e modernos, com a garantia de ótima qualidade. Hoje a empresa conta com 22 colaboradores.

– A Agropecuária Moresco, de propriedade Vanderlei, Simone e Robson Moresco, iniciou seus trabalhos em 22 de abril de 1994, como uma pequena revenda de produtos agropecuários. Posteriormente iniciaram no ramo de compra de suínos e cereais. No dia 9 de julho de 1998 a agropecuária adquiriu uma nova área, a atual sede da empresa na Linha Carlos Barbosa, com uma maior estrutura dispondo de balança, galpões para estoque, silo de armazenagem e secador de cereais. Em outubro de 2011 a empresa implantou a Fábrica de Raçoes e Concentrados VM, ampliando assim seus negócios para várias regiões. Conta atualmente com 17 colaboradores.

– Contando com 13 funcionários, a Importadora e Exportadora Acrevi LTDA estabeleceu-se em Anta Gorda em 2016, sendo que a matriz, em Nova Prata, foi fundada em 2002. O destino dos produtos atualmente é 100% para exportação.

– A Sommar Soluções Agrícolas LTDA iniciou seus trabalhos em 11 de janeiro de 2013 na Vila Borghetto. Empresa do ramo agrícola, trabalha com sementes, defensivos, fertilizantes, medicamentos veterinários e agropecuária. A empresa, de propriedade de Odarlei Hefle, conta com 12 colaboradores.

– Fundada em 2002, a Agroindústria Taica conta com 54 funcionários. Tiveram como primeiros clientes os parentes, amigos e vizinhos. Com a aprovação junto ao Cispoa, em 2003 a construção do matadouro frigorífico foi iniciada. Em 2004 a empresa pode então abater os suínos no seu próprio matadouro frigorífico. Hoje a empresa comercializa carnes e embutidos.

– A Agrodalla, de propriedade de Vinicius e Jucilena Dalla Vecchia, inicialmente trabalhava com raçoes, concentrados, milho e feijão. Posteriormente, com o crescimento do mercado pet, começou a trabalhar com grãos destinados à alimentação de pássaros. O patriarca Volmar, teve a percepção de desenvolver um negócio diferenciado e exclusivo em Anta Gorda e região. A empresa está situada desde 2013 na Linha Viena.

– A Cotrilac – Comércio, Transporte e Indústria de Lácteos LTDA, fundada em 1998, conta com 60 funcionários diretos. A empresa familiar, iniciou pela vontade de seus proprietários em ter uma indústria no setor alimentício, visto que trabalhavam na área. A escolha por Anta Gorda, deu-se pela alta produtividade de leite.

– Neste ano a Diamaju completa 30 anos. Fundada em 1991 com o objetivo inicial de atender o mercado fumageiro, ao longo do período passou a expandir sua atuação. Hoje é referencia no segmento de distribuição do agronegócio, com uma diversidade de mais de 5 mil produtos, distribui as melhores e mais bem conceituadas marcas do mercado para mais de 6 mil clientes em 100% dos estados do RS, SC e Paraná. Conta com 350 colaboradores, sempre mantendo seus valores, princípios e relações, pois entende que seu papel é impactar de forma positiva em todo o segmento, por meio de soluções personalizadas, inovação e excelência operacional.

Além de receber uma placa de homenagem por ser a empresa que mais contribui com o retorno de ICMS, a Diamaju também recebeu placa de homenagem pelos 30 anos de história.

 

Manifestações

Representando os agricultores, o representante da Suinocultura Do Vale LTDA, manifestou-se na tribuna. “Me sinto honrado por aqui representar os demais produtores do município. É uma iniciativa honrosa, grandiosa do Poder Legislativo essa homenagem que deixa eufóricos quem recebe essas placas. Os produtores muito se esforçam para conseguir esses resultados num mercado tão difícil, e por isso merecem esse reconhecimento”, disse.

Já a representante da empresa Diamaju, Claudia Casagranda, manifestou em nome do comércio antagordense. “Parabenizo os vereadores que aprovaram esse evento de hoje. Agradeço em nome de todo o comércio de Anta Gorda e da agricultura. Não podemos deixar de ressaltar o quanto o povo de Anta Gorda é empreendedor, inovador e corajoso. Anta Gorda é um município pequeno, mas se destaca em toda a região pelo tamanho de suas empresas, pelos seus investimentos e sua agricultura”, frisou.

Também manifestou-se o presidente do STR, Delmar Moresco. “Anta Gorda é diferenciada e muitos são os motivos: os empresários que acreditam no município e estão sempre em busca de melhorias, e os agricultores que diversificam suas propriedades e também empreendem”, colocou.

A presidente da CIC/CDL, Franciane Mucelin Testa, por sua vez destacou: “Valorizar e incentivar a economia local são os principais objetivos da CIC/CDL como entidade representativa. Acreditamos no trabalho cooperativo e mútuo. Honrosamente 95% das empresas reverenciadas aqui são associadas à nossa entidade. Acho uma homenagem extremamente justa, pois cada empreendimento aqui enaltecido gera empregos, fomenta a economia e faz a sua parte para transformar a realidade do nosso município”, salientou.

Já a primeira-dama, Andreia Lodi Frighetto disse: “Quero parabenizar a cada homenageado. Merecem nosso reconhecimento por estarem cumprindo a legislação, contribuindo com o desenvolvimento e fortalecimento do nosso município. Nosso objetivo como governo é garantir que o dinheiro arrecadado com os impostos dessas pessoas, seja bem utilizado e retorne para a sociedade”, ressaltou.

O deputado Vilmar Zanchin, também explanou na ocasião. “Foi-se o tempo que o agricultor era o ‘colono’. Hoje, nesse mundo globalizado e pela importância que o setor primário e o agro têm, os agricultores são empreendedores, e empreendedores de sucesso. Os empresários, por sua vez, são guerreiros, por manterem suas portas abertas, pelo empenho, dedicação, competência e garra em empreender. Essa solenidade é singela, mas cheia de significado. Os nossos produtores rurais e empresários precisam de incentivo, de apoio e de reconhecimento para que continuem contribuindo com o progresso econômico e social”, frisou.

Da mesma forma, o deputado Edson Brum citou: “Quero fazer uma homenagem especial aqueles que trabalham de sol a sol, que são os produtores rurais. Se não fossem eles, nós não estaríamos nem comendo. Nem na pandemia não faltou alimento no Brasil, diferente de outros países. Isso se deve a homens e mulheres que se dedicam a produzir alimentos a todos nós, diariamente”, declarou.

Por fim, o presidente do Legislativo, Paulo Bettoni, destacou: “Essa homenagem, além de justa, é um reconhecimento do trabalho e empreendedorismo de cada um dos homenageados. Por trás do sucesso econômico de um município existem empresas e produtores que são a força humana deste local, pois plantam, empreendem, inovam e administram, são responsáveis pela geração de emprego e renda contribuindo para a grandeza do nosso povo, para a grandeza de Anta Gorda”, concluiu. Ao final houve coquetel.

Deixe uma resposta

Digite seu comentário
Por favor, informe seu nome

SIGA-NOS

42,064FãsCurtir
11,807SeguidoresSeguir
1,140InscritosInscrever

ÚLTIMAS

error: Alerta: Conteúdo protegido contra cópia. Utilize nossos botões de compartilhar.