Essa matéria é exclusiva para assinantes do jornal digital.

Já sou assinante do jornal digital!

InícioMunicípiosCamargoFestas clandestinas são denunciadas no município de Camargo

Festas clandestinas são denunciadas no município de Camargo

Som alto, tumultos e ataques a propriedades são relatados

A comunidade Santo Antônio de Lisboa, no interior do município de Camargo, tem relatado diversas festas clandestinas que ocorrem em uma propriedade particular, sem autorização, e que vem ocasionando constrangimento e transtornos para todos.

Moradores da comunidade possuem uma grande preocupação com o que ocorre nos finais de semana, mas também estão receosos da situação ficar ainda pior. Os relatos de pessoas, que optam por não se identificar, são desde pequenos furtos, som alto fora do horário permitido, aglomerações, consumo de bebidas alcóolicas por menores, drogas ilícitas e veículos em alta velocidade.

Em alguns momentos a Brigada Militar é acionada e imediatamente atende ao chamado, diversas diligências já foram realizadas na comunidade durante os finais de semana, mas em nenhum momento foi efetivado o flagrante.

Camargo hoje conta com cinco militares no efetivo, o comandante Marcelo dos Santos, e quatro policiais, os soldados Aldemir, Anderson, Mendes e Guilherme, que revezam os turnos para realizar a cobertura e proteção do município. “A maior dificuldade que enfrentamos hoje é a falta de representação, que é a comunidade denunciar e registrar um boletim de ocorrência. Com isso nosso trabalho fica limitado a ir verificar a denúncia de perturbação do sossego”, explicam os policiais.

Durante a semana e em finais de semana são realizadas rondas no interior durante a noite. “Todas as denúncias são devidamente verificadas pelo efetivo de plantão e não registramos nenhum flagrante, e sem o registro das acusações fica ainda mais difícil coibir atos de ilegalidade. A comunidade precisa estar unida à Brigada Militar”, explica o comandante.

Sem a representação de uma ocorrência o poder de ação da Brigada Militar se torna reduzido, não tendo forças para coibir, de uma forma resolutiva, o que vem acontecendo e amedrontando a comunidade.

A esperança da comunidade é de que as festas diminuam. Os moradores comentam também que no último fim de semana foi mais tranquilo do que os anteriores. Quem teve danos em sua propriedade não registrou ocorrência, pois se disse receoso do que pode acontecer.

Deixe uma resposta

Digite seu comentário
Por favor, informe seu nome

SIGA-NOS

42,064FãsCurtir
11,807SeguidoresSeguir
1,140InscritosInscrever

ÚLTIMAS

error: Alerta: Conteúdo protegido contra cópia. Utilize nossos botões de compartilhar.