InícioMunicípiosCamargoCampo é cenário para um novo modelo de aprendizado

Campo é cenário para um novo modelo de aprendizado

Administração aposta em ensino integral desde o último ano. Agora, os alunos também serão atendidos no campo, na Escola Silva Jardim

O ano iniciou com novidades na área da Educação, em Camargo. A Administração Municipal implantou o projeto “Crescendo no Campo: educação e convivência em tempo integral”, que integra duas políticas públicas, a Educação e a Assistência Social, possibilitando o desenvolvimento de atividades educacionais em turno integral na Escola Municipal de Ensino Fundamental Silva Jardim, no Distrito do Paraíso.
O secretário Samir Casagrande revela que a ideia surgiu a partir da necessidade de pensar em ações de valorização do campo, principal fonte de renda e trabalho do município. “Além disso, queremos expandir o ensino em tempo integral do município, unindo propostas educacionais e de convivência”, acrescenta.
O projeto é direcionado a crianças de quatro a 12 anos, matriculadas em turmas do Maternal ao 5° ano do Ensino Fundamental. “Serão atendidas até 60 crianças, compreendendo a capacidade atual da escola. Os alunos serão da área rural e urbana do município e acessarão a escola por meio do transporte escolar”, explica Casagrande, ao enfatizar: “O grande diferencial é que será feito o processo inverso ao habitual, grande parte dos alunos sairá da área urbana e irá até o campo”.
As atividades a serem desenvolvidas são oficinas voltadas à educação do campo. “O sistema será adequado às peculiaridades da vida rural, assegurando conteúdos e metodologias adaptados aos interesses da população do campo. As crianças interagirão com a horta, o horto, cuidarão de animais e desenvolverão projetos com a comunidade local”, destaca Samir.
O trabalho de preparação está sendo intenso por parte da administração, equipe diretiva e comunidade escolar. “Nossa expectativa é muito grande, possuímos uma lista de espera de alunos interessados em 50% das vagas. Infelizmente não será possível atender a todos, mas o que nos deixa felizes é a aceitação da comunidade a este projeto”, comemora Casagrande.
A prefeita Eliani Mesacasa Trentin, a “Nina”, também comemora a execução do projeto. “É um momento marcante para todos nós, implantarmos o ensino integral no campo é uma conquista que me deixa muito feliz, por entender a importância da educação na vida das pessoas e, também, a valorização do campo”, ressalta, ao acrescentar que o projeto visa construir uma proposta educacional diferenciada, baseada na experiência e na prática pedagógica, em que o educando terá a possibilidade de vivenciar e experimentar os conteúdos trabalhados em sala de aula. “Neste sentido o foco principal será a evidência e valorização o campo como fonte de vida e de renda”.
Nina reforça ainda que com o envolvimento da Assistência Social, será possível desenvolver as habilidades de convivência social e comunitária, identificando as potencialidades dos indivíduos, contribuindo para o desenvolvimento educacional e humano em comunidade. “Possibilitará também aos pais que trabalham e que terão a opção de deixar seus filhos em atendimento educacional de qualidade, contribuindo para sua formação integral”, conclui.
As atividades estão previstas para iniciarem junto ao ano letivo, no dia 12 de fevereiro.

Deixe uma resposta

Digite seu comentário
Por favor, informe seu nome

SIGA-NOS

42,064FãsCurtir
11,807SeguidoresSeguir
1,140InscritosInscrever

ÚLTIMAS

error: Alerta: Conteúdo protegido contra cópia. Utilize nossos botões de compartilhar.