Região se prepara para início de vacinação

410

É aguardado para hoje, 19 de janeiro, uma definição de quantidades e início de vacinação contra o novo coronavírus nos municípios da 6º e 16º coordenadorias de Saúde. A 6º coordenadoria de Saúde de Passo Fundo possui 62 municípios, onde incluem Arvorezinha, Camargo, Fontoura Xavier, Itapuca e Nova Alvorada, está previsto para receber 10.200 doses da vacina, que serão dividas de acordo com o número populacional. Já a 16º coordenadoria de Saúde de Lajeado, conta com 37 municípios, entre eles Anta Gorda, Doutor Ricardo, Putinga e Ilópolis, irá receber 4.240 doses para a distribuição.

O primeiro grupo a ser imunizado será os agentes de saúde e médicos que estão na linha de frente para o combate do Coronavírus, logo após a população acima de 75 anos. Cada Secretaria está organizada para o inicio das imunizações, aguardando apenas o número exato de vacinas disponíveis para cada município.

Segundo a secretaria de Saúde do município de Camargo, Julia Bernardi, as reuniões já foram realizadas para definir a frente de ação da Secretaria. “A prioridade é quem está na linha de frente, médicos, enfermeiras. Logo após a vacinação para pessoas acima de 75 anos será realizada a domicilio. Iremos até a residência e faremos a aplicação. Esse é um momento histórico sim, uma vitória da saúde, da ciência e do SUS”, fala a secretária.

O secretário de Saúde do município de Putinga, Gilmar Ceruti, diz que a incerteza da quantidade de vacinas que será liberada, dificulta a divulgação de dados. “Sabemos que são poucas doses, vamos focar em quem trabalha na área da saúde, que estão mais vulneráveis, mas já estamos aguardando e preparados para o inicio da vacinação. A melhor notícia de 2021 é a vacinação”, finaliza.

O município de Ilópolis, já sabe quem será seu primeiro imunizado no município, o médico Ernidio Luiz Bassani, que está desde o inicio no combate ao coronavírus, trabalhando incansavelmente no município. “É muito importante para mim e toda população ser vacinado, mas isso é apenas o começo. Ainda levará um tempo para se tornar controlável o vírus e sua disseminação, por isso é importante que não haja descuido com os protocolos de segurança. O uso da máscara e o isolamento social ainda são fundamentais, a população precisa ter responsabilidade social, a vacinação não é a solução imediata para pandemia, mas é o caminho, o começo”, explica o médico.

Sabendo que o número de vacinas será limitado, as Secretarias de Saúde ainda mantem as recomendações em relação a máscaras, uso do álcool em gel e evitar aglomerações. “As doses serão limitadas sim, por isso todos os protocolos de segurança devem ser mantidos, os cuidados não acabam agora”, fala.

Deixe uma resposta

Digite seu comentário
Por favor, informe seu nome