Essa matéria é exclusiva para assinantes do jornal digital.

Já sou assinante do jornal digital!

InícioDestaque“Acabou a eleição, acabou a disputa, agora trabalharemos todos juntos”

“Acabou a eleição, acabou a disputa, agora trabalharemos todos juntos”

Prefeito eleito fala sobre o resultado e elenca as prioridades com as quais atuará
Vitoriosa na eleição suplementar realizada em Putinga no domingo, 4 de julho, a chapa formada pelo médico Paulo Lima e pelo empresário Moises Beltrami, já se organiza para assumir o Executivo Municipal. A diplomação deverá ser realizada no dia 23 de julho e posteriormente será marcada a sessão de posse pelo Poder Legislativo.

Em entrevista dada na terça-feira, 06 de julho, em seu consultório na Unidade de Saúde, Lima, inicia abordando sobre a realização das eleições suplementares, atípico em Putinga. “O processo eleitoral suplementar se deu em função da não homologação do primeiro pleito, realizado no ano passado. Isso causa um desgaste para a população, custos ao Tribunal Superior Eleitoral e a todos os envolvidos, mas graças a Deus as coisas tomaram o rumo que deveriam tomar. As pessoas acreditaram na nossa proposta”, frisou ao ressaltar a relação de amizade com a chapa adversária. “Tenho o maior respeito com o Fernando e o Juliano que foram nossos opositores, e a amizade que tínhamos se manteve e continuará sempre firme”, declarou.

Lima e Beltrami venceram com uma diferença de 80 votos. “O resultado mostra que em Putinga não tem eleição fácil, não tem eleição sem disputa. Lamentamos que nem sempre o que vale são as propostas que por si, se equivalem, afinal não há candidato que não queira o melhor para seu município. Existem muitos fatores que acabam interferindo no processo eleitoral equilibrando as ações dos eleitores junto à urna. Mas o mais importante não são os 80 votos de diferença, e sim que agora seremos os governantes de Putinga, dos vencedores e dos vencidos. Acabou a eleição, acabou a disputa, agora trabalharemos todos juntos”, ressaltou.

Num primeiro momento, o prefeito eleito afirma que tomará conhecimento dos projetos do atual governo, bem como da questão orçamentária. “Vamos ver as prioridades já elencadas pelo nosso antecessor, pois o objetivo é sempre dar continuidade aquilo que está sendo feito de bom, e a partir daí já começar a planejar o ano seguinte”, enfatizou ao levantar suas bandeiras. “Nosso carro-chefe sempre foi a agricultura, que é nossa base e a nossa economia vem dali. Mas pretendemos ainda qualificar o atendimento na área da saúde e na educação; fortalecer a infraestrutura urbana e o turismo, pois vejo aí uma nova fonte de renda e de valorização do município, enfim, temos muito a fazer e pretendemos contar com a colaboração de todos”, acrescentou.

Médico há cerca de 20 anos, Lima exerce a função junto à Secretaria de Saúde e ao Hospital Doutor Oscar Benévolo. “Nosso município está baseado na Saúde da Família, e cada um ESF tem o seu próprio médico. Eu apenas dou cobertura para ambos. Sabemos da alta demanda existente no município e não deixaremos de atender a população. Temos inclusive o objetivo de trazer mais um colega, com capacitação igual ou semelhante à nossa para nos auxiliar na Secretaria de Saúde. A lei não permite que eu tenha um vínculo empregatício na Unidade Básica de Saúde, mas poderei atender voluntariamente neste local, havendo a necessidade”, conta.

Ele segue: “Junto ao hospital os atendimentos seguem normais, e já que os plantões são noturnos e aos finais de semana, não irá interferir nas atividades junto à prefeitura. Tenho ainda minha clínica particular, onde atendo com hora marcada, não necessitando deixar o cargo de chefe do Executivo. Isso fará com que eu possa dar seguimento à medicina, que é o motivo que me trouxe até Putinga inicialmente”, pontua.

Ainda sobre a divisão entre suas funções, Lima declara: “Nosso tempo é totalmente organizado. Somos uma dupla, Paulo e Moises, que se revezará. Temos por característica atender a todos, mesmo em via pública, ora que somos abordados a toda hora. Posso afirmar que os cidadãos não sentirão falta do prefeito e do vice, e nem sequer do médico”, garantiu.

Ele finaliza: “Não fiz promessas em minha campanha, apenas garanti que me esforçaria para fazer o melhor. Espero que daqui há três anos e meio eu tenha deixado um legado, mas se não deixar, não será por falta de tentativa, pois sou obstinado, dedicado e gosto do que faço. Estou nesta estrada por vontade própria e o objetivo é que Putinga seja maior e melhor”, concluiu.

“Posso afirmar que os cidadãos não sentirão falta do prefeito e do vice, e nem sequer do médico.” Paulo Lima, prefeito eleito.

Deixe uma resposta

Digite seu comentário
Por favor, informe seu nome

SIGA-NOS

42,064FãsCurtir
11,807SeguidoresSeguir
1,140InscritosInscrever

ÚLTIMAS

error: Alerta: Conteúdo protegido contra cópia. Utilize nossos botões de compartilhar.