Essa matéria é exclusiva para assinantes.

Já sou assinante!

InícioDestaque“Deixei de queimar dinheiro e passei a viver melhor”

“Deixei de queimar dinheiro e passei a viver melhor”

Esta é a fala de Alevino Eidelwein, que após parar de fumar já economizou R$ 23 mil, valor que usou para comprar um carro

Alevino Eidelwein, 67 anos, foi fumante durante 51 anos. Natural de Crissiumal, ele trabalhou por muitos anos na construtora Camargo Correia. Enquanto trabalhava na empresa, ele mudou para Ilópolis onde reside há mais de 20 anos.

Eidelwein mora em Ilópolis com a esposa Jacinta e seus dois filhos, ele conta que quando se aposentou da Camargo Correia planejava ficar em casa, mas acabou indo trabalhar na Secretaria de Obras do município. “Antes de morar nessa casa que estamos hoje fizemos 23 mudanças. Quando me aposentei fui procurado pelo prefeito da época para ajudar na Secretaria de Obras por 15 dias, e acabei ficando 23 anos como operador de máquinas”.

Mudança de vida

Após fumar por 51 anos, Eidelwein decidiu mudar de vida e procurar ajuda no grupo de fumantes da Unidade Básica de Saúde. “Em setembro vai fazer seis anos que deixei de fumar, sentia que estava com problemas de saúde, com tosse, cansaço e indisposto, então fui até a Unidade de Saúde e conversei com o pessoal e entrei para o grupo de tabagismo. Lá tínhamos todo o apoio psicológico, e também usei um adesivo por algum tempo. Foi um processo difícil, mas consegui superar as dificuldades e nunca mais fumei”.

Jacinta conta que o marido precisou mudar alguns hábitos para conseguir superar a dependência com o cigarro. “Eu e meus filhos ficamos muito felizes quando ele parou, pois víamos que ele não estava bem, era um cigarro no toco do outro. Ele sempre sentava numa cadeira perto do fogão para tomar chimarrão e fumar, depois que parou ele não senta mais lá, porque no início quando sentava sentia vontade de fumar, então nunca mais sentou”.

Ela complementa: “Outra coisa que o ajudou foi a maçã, sempre que sentia vontade de fumar comia uma maça, e assim substituía pelo cigarro. Isso foi fundamental para que ele conseguisse superar a vontade de fumar”.

Saúde e economia

Quando parou de fumar, Eidelwein se propôs a guardar o valor que gastava com o cigarro numa caixa e se surpreendeu quando a abriu pela primeira vez. “Quando parei pensei em guardar esse dinheiro, então todos os dias coloco na caixa o que eu gastaria comprando o cigarro. Então nesses seis anos, todos os dias eu coloquei o dinheiro, quando abri a caixa a primeira vez tinha R$ 23 mil. Com esse dinheiro comprei um carro. Agora está quase na hora de abrir novamente”.

Mas mais que a economia, o idoso ressalta que a sua saúde melhorou. “Hoje tenho muito mais disposição, não tenho mais tosse, minha saúde melhorou muito. Deixei de queimar dinheiro e passei a viver melhor. Eu sempre digo que a decisão de parar de fumar é pessoal, a gente só para quando decide que quer mudar de vida. Eu já tinha tentado várias vezes, mas não conseguia, quando decidi de verdade, apesar de difícil, consegui”.

Alevino e a esposa Jacinta

Deixe uma resposta

Digite seu comentário
Por favor, informe seu nome

SIGA-NOS

42,064FãsCurtir
11,807SeguidoresSeguir
1,140InscritosInscrever

ÚLTIMAS

error: Alerta: Conteúdo protegido contra cópia. Utilize nossos botões de compartilhar.