Essa matéria é exclusiva para assinantes do jornal digital.

Já sou assinante do jornal digital!

InícioMunicípiosArvorezinhaSem brita secretário diz que não consegue concluir a manutenção das estradas

Sem brita secretário diz que não consegue concluir a manutenção das estradas

Secretário pede para que a Administração faça a licitação para aquisição de brita

 

Seis meses frente à Secretaria de Obras de Arvorezinha, Sílvio Grapégio tem atraído elogios pelo trabalho prestado pela pasta à comunidade, principalmente no que diz respeito à recuperação das estradas rurais, o qual ele avalia positivamente.

“Tendo em vista que iniciamos essa gestão com poucas máquinas e estradas em precárias condições, temos conseguido realizar um bom trabalho até que tínhamos brita à nossa disposição”, salienta ele ao destacar que a secretaria aguarda a realização de um processo licitatório por parte do Executivo, para dar continuidade à recuperação dos trechos. “A brita acabou e estamos à espera do prefeito para que faça esse processo e adquira mais brita para podermos patrolar onde ainda não conseguimos”, acrescentou.

Enquanto a licitação não é realizada, Grapégio revela que está atuando na revisão das estradas já recuperadas. “É importante destacar que, sem a brita o trabalho não fica bom. Ela é a matéria-prima base para se fazer uma estrada bem feita”, frisou ao opinar sobre a demora na realização da licitação. “O prefeito alega que estamos tendo muitos gastos e que devemos ir mais devagar”.

O município de Arvorezinha possui um britador de sua propriedade, porém este não pode ser utilizado, sendo necessário assim, fazer a aquisição da brita de terceiros. “Esse britador está passando por reformas, pois é antigo, com mais de 30 anos, e sua capacidade é pouca. Ele produz em média 50 metros por dia”, conta Grapegio. “Por outro lado, vejo que produzir brita custa caro, envolve mão de obra, funcionários, maquinários, e terceirizar é muito mais viável”, enfatizou.

O secretário ainda abordou sobre a rede de saneamento, principalmente nas ruas que receberam recapeamento asfáltico nos últimos anos. Recentemente ao trafegar por uma dessas ruas, uma mulher caiu, quando o passeio público cedeu.

Calçada da Rua Daltro Filho cedeu e uma mulher caiu dentro do rede pluvial

“Antes de realizarem esse asfaltamento, deveria ter sido feita a rede de saneamento básico com encanamento de água e esgoto. O prefeito ainda não me deu uma posição sobre o que vai ser feito em relação a isso. Quando o incidente aconteceu, nós da Secretaria de Obras fizemos um conserto imediatamente, mas os riscos de acontecer novamente não só nesse, mas em outros pontos são grandes. O que vai embaixo do asfalto e não dá voto, muitas vezes é deixado em segundo plano, pois a população não vê”, salientou.

O secretário também mostrou indignação pelo fato de muitos prédios em Arvorezinha descartarem seu esgoto de forma irregular, sem tratamento algum, o que é proibido pela legislação. A fiscalização é de obrigação do Poder Executivo. “Infelizmente não está sendo fiscalizado, não estão sendo tomadas as providências devidas”, lamentou ao encerrar se colocando à disposição da comunidade. “A Secretaria de Obras está sempre à disposição do povo. O povo é nosso patrão.”

O secretário de obras aguarda a conclusão de uma sindicância para que as máquinas inservíveis possam ser leiloadas para que seja feita a aquisição de novas.

Vitorino Dall’Agnol no São José com o secretário de obras avaliam a recuperação das estradas

Deixe uma resposta

Digite seu comentário
Por favor, informe seu nome

SIGA-NOS

42,064FãsCurtir
11,807SeguidoresSeguir
1,140InscritosInscrever

ÚLTIMAS

error: Alerta: Conteúdo protegido contra cópia. Utilize nossos botões de compartilhar.