Essa matéria é exclusiva para assinantes do jornal digital.

Já sou assinante do jornal digital!

InícioMunicípiosArvorezinhaAA Moinhos afirma que projeto de restauro do Moinho Burille segue a...

AA Moinhos afirma que projeto de restauro do Moinho Burille segue a todo vapor

Por Carla Pompermaier Zanotelli

O Moinho Burille, projeto já denominado Memorial do Grão, tem como partida sua significância histórica e cultural ligada à agricultura familiar, sendo exemplo de propriedade rural dentro das questões agroecológicas. Trata-se de um importante patrimônio tombado pelo município de Arvorezinha, sendo então um equipamento cultural e uma referência para toda a região.

Hoje a propriedade pertence à Associação dos Amigos dos Moinhos (AA Moinhos), tendo a entidade recebido a doação do arvorezinhense Claudino Burille. “Nestes anos de posse da AA Moinhos, foram feitas várias ações na propriedade, como a limpeza e manutenção do edifício do moinho e roçadas. O mais importante é que, mesmo em meio à pandemia, prosseguimos com os levantamentos preliminares e com o projeto”, destaca a diretora geral da AA Moinhos, Sediane Dall’Agnol Roman.

- Advertisement -

O projeto inclui, além do restauro do moinho, construções auxiliares previstas na área como: restaurante, hospedagem, horta, Memorial do Grão e outras. “Neste período contratamos a equipe técnica para o levantamento topográfico e dimensional do terreno, e também a equipe da Univates para levantamento cadastral e inventário do mesmo”, disse. “Ainda, uma equipe está fazendo todos os registros visuais e escritos das atividades realizadas até o momento, para futuras exibições”, acrescenta.

De acordo com Sediane, o projeto arquitetônico está concluído e foi desenvolvido pelo renomado escritório Brasil Arquitetura, de São Paulo, referência nacional e internacional que corrobora a importância desta obra. “Os orçamentos estão prontos e também a projeto teórico. Os profissionais que serão responsáveis pelos restauros e obras já estão definidos e foram escolhidos de acordo com sua alta capacidade técnica e experiência em marcenaria, carpintaria e maquinário de moinhos”, ressalta. “É um projeto de altíssimo padrão, como todos já desenvolvidos por nossa entidade e já está em vias de cadastro no sistema da LIC. As visitas técnicas às empresas da região interessadas em aportar recursos para o projeto já estão sendo contatadas”, frisou.

O Moinho Burille já faz parte do Caminho dos Moinhos, recebendo frequentes visitas técnicas de universidades e de turistas de toda a região, do estado e do país, guiadas pelos voluntários da AA Moinhos. “Este grandioso e importante projeto, além de valorizar a história da família Burille e da localidade da Linha Sétima, vai fomentar o desenvolvimento de toda a comunidade”, enfatiza Sediane.

Ela ainda pontua: “Estamos com vários projetos e obras em andamento na região, como o Museu do Tijolo, em Arvorezinha, já em fase de conclusão; e a Casa Martelli (Memorial do Leite), em Anta Gorda, com as obras aguardando autorização para iniciarem. Agora nossos esforços estão direcionados ao Moinho Burille, próximo da lista”, disse.

“O volume de trabalho assumido é grande e temos poucas mãos, sendo a grande maioria trabalho voluntário, o que nos dá muito orgulho. Recentemente a AA Moinhos firmou um termo de fomento com a Prefeitura de Arvorezinha, cujos recursos estão sendo investidos no sentido do resgate da história da imigração italiana no município, com produção de vídeos no interior do município e inventário do patrimônio construído”, conta.

Sediane conclui destacando: “Estamos em busca de um caseiro que se disponha a morar e trabalhar na manutenção e atendimento aos visitantes na propriedade onde se encontra o Moinho Burille. Os interessados podem entrar em contato pelo WhatsApp (51) 99679.9084”, finalizou.

Nota

O Eco Regional entrou em contato com a presidente da AA Moinhos Sediane Dall’Agnol Roman para questionar sobre a situação do Moinho Burille, tendo lhe encaminhado as seguintes perguntas:

01 – A Associação confirma que devido à demora da execução do projeto de restauro e a depredação do imóvel, bem como o sumiço de maquinários, o proprietário do imóvel, Claudino Burille solicitou a devolução do imóvel?

02 – Qual seria a decisão da entidade com relação a isso?

03 – E sobre o paradeiro do motor e outros equipamentos que teriam sumido?

Porém, a presidente não respondeu a estes questionamentos.

Deixe uma resposta

Digite seu comentário
Por favor, informe seu nome

SIGA-NOS

42,064FãsCurtir
11,807SeguidoresSeguir
1,140InscritosInscrever

ÚLTIMAS

error: Alerta: Conteúdo protegido contra cópia. Utilize nossos botões de compartilhar.